PUBLICIDADE

Escritor Paulo Coelho critica “assassinos de Paulo Gustavo”

Imortal manifestou revolta com os negacionistas da pandemia ao lamentar a morte do humorista

5 mai 2021 08h45
| atualizado às 08h45
ver comentários
Publicidade

Entre as centenas de homenagens a Paulo Gustavo postadas por famosos em redes sociais, um tweet do escritor Paulo Coelho se destacou pela contundência.

Indignado, Paulo Coelho elegeu ‘culpados’ pela morte de Paulo Gustavo
Indignado, Paulo Coelho elegeu ‘culpados’ pela morte de Paulo Gustavo
Foto: Fotomontagem: Blog Sala de TV

O autor que já vendeu 320 milhões de exemplares de seus 30 livros usou frases associadas a negacionistas da covid-19 para protestar contra a morte do ator e comediante.

“Assassinos de Paulo Gustavo: quem dizia “é só uma gripezinha”, “não passa de 200 mortes”, “cloroquina resolve”, “gente morre todo dia”, “lockdown destrói o país”, “máscara nos faz respirar ar viciado”, “eu obedeço o comandante”, e por aí vai. Canalhas da pior espécie”, escreveu.

Nas citações, como se constata, há frases ditas pelo presidente Jair Bolsonaro. Em seu perfil, o imortal da ABL também retuitou mensagem da jornalista e ativista LGBT+ Milly Lacombe. “Paulo Gustavo é mais uma vítima de genocídio. Um genocídio com a assinatura de Jair Bolsonaro e Paulo Guedes”, diz trecho.

Pouco depois do comunicado de sua morte, o nome de Paulo Gustavo atingiu o primeiro lugar entre os termos mais citados no Twitter brasileiro e também no ranking global da mesma rede social.

 

 

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
Publicidade
Publicidade