8 eventos ao vivo

Apresentadora "supõe" que negro detido "batia carteira"

Gafe de jornalista da GloboNews acontece em cobertura ao vivo de protestos antirracistas

31 mai 2020
15h34
atualizado às 15h34
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Por volta das 23h de sábado (30), a GloboNews transmitia ao vivo a imagem de um manifestante negro, sem camisa, sendo detido por policiais em protesto antirracista nos Estados Unidos quando a apresentadora Leila Sterenberg supôs que o rapaz tivesse "batendo carteira" no meio dos ativistas. Logo ela se corrigiu, dizendo ter feito uma avaliação "apressada" da imagem.

GloboNews exibiu ao vivo a quinta noite de manifestações resultantes da morte do segurança negro George Floyd por um policial branco
GloboNews exibiu ao vivo a quinta noite de manifestações resultantes da morte do segurança negro George Floyd por um policial branco
Foto: TV / Reprodução

Conduzir uma cobertura ao vivo, sob tensão, é um dos maiores desafios a um jornalista de TV. Trabalha-se de improviso, com informações desencontradas. Mas isso não justifica recorrer a deduções baseadas em execráveis estereótipos. Jornalista profissional não pode supor aleatoriamente: ou tem certeza sobre o fato e o personagem, ou é melhor se calar até conseguir a confirmação do que pressupõe.

Por seu histórico na GloboNews, pode-se afirmar que Leila Sterenberg não agiu baseada em preconceito. Foi um momento infeliz. O registro de tal equívoco se faz relevante não para constranger ou julgar, e sim como exemplo de falha recorrente no telejornalismo: a conclusão insensata.

Minutos depois, quando a mesma imagem da imobilização policial do homem desconhecido foi reprisada, a apresentadora afirmou desconhecer o motivo da detenção.

A repórter Candice Carvalho circulou por protestos em Nova York para registrar a indignação das pessoas
A repórter Candice Carvalho circulou por protestos em Nova York para registrar a indignação das pessoas
Foto: TV / Reprodução

Vale destacar que, enquanto Leila Sterenberg ancorava a cobertura direto do estúdio da GloboNews no Rio, as repórteres Candice Carvalho e Carolina Cimenti e o repórter-cinematográfico Alex Carvalho transmitiam imagens ao vivo dos epicentros das manifestações em Nova York. Um excelente trabalho de campo em meio ao caos e aos riscos inerentes, não só de virar alvo de violência como também de contaminação pelo novo coronavírus por conta da aglomeração de pessoas.

Veja também:

Os traumáticos testes forçados de virgindade no Egito
Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade