PUBLICIDADE

Taís sentiu fúria dos antiaborto por personagem e apoia Klara 

Atriz viu sua Helena ser rejeitada em ‘Viver a Vida’ e teve depressão escondida do público

30 jun 2022 - 14h05
Ver comentários
Publicidade
Taís Araújo ofereceu apoio a Klara Castanho e a todas que precisam abortar
Taís Araújo ofereceu apoio a Klara Castanho e a todas que precisam abortar
Foto: Divulgação

Diante da múltipla violência sofrida por Klara Castanho, que doou legalmente o bebê que teve após ser vítima de estupro e depois foi criminosamente exposta e julgada, Taís Araújo saiu em defesa da atriz de 21 anos.

“Klara, te mandei uma mensagem no privado, mas me achei na obrigação de vir te acolher publicamente, já que a violência que sofreu e a sua dor tornaram-se públicas sem que fosse um desejo seu, sem que fosse garantido o seu direito à privacidade”, escreveu no Instagram a protagonista da novela das 19h, ‘Cara e Coragem’.

“Te conheço desde de criança, conheço sua mãe, sua família e tenho muito respeito e amor por vocês. Se cuide, se proteja e se preserve. Todo meu amor e respeito.”

Em recente participação no ‘Saia Justa’, do GNT, a estrela da Globo defendeu seu posicionamento pró-aborto nos casos previstos em lei, como violência sexual e risco à saúde da gestante. “Ninguém está defendendo que todo mundo tem que fazer aborto. Estamos falando de saúde pública, mulheres estão morrendo.”

Taís se solidariza com Klara e tantas outras brasileiras por diferentes razões. Pela mulher consciente que é, por ser mãe, ter sofrido abuso psicológico em relacionamento do passado, ser ativista pelos direitos das mulheres e também pelo que enfrentou na época da novela ‘Viver a Vida’, em 2009.

Ela interpretou a protagonista, a primeira e única Helena negra do autor Manoel Carlos. Uma modelo de sucesso que, logo no início da trama, revelou ter feito um aborto a fim de que a gravidez não planejada, fruto de namoro finalizado, não atrapalhasse a ascensão de sua carreira.

Ainda que Helena se mostrasse arrependida de ter interrompido a gestação após ter sido aconselhada por seu agente, a maioria dos telespectadores reagiu mal e passou a rejeitá-la. Argumentou-se que ela abortou por motivo fútil, pensando apenas no sucesso como modelo.

Essa polêmica, somada a manifestações racistas contra a personagem e a atriz, e ainda às críticas maldosas na imprensa sobre sua atuação, provocaram um quadro depressivo em Taís Araújo. A artista sofreu calada nos bastidores. “Fiquei emocionalmente desestruturada”, contou.

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
Publicidade
Publicidade