PUBLICIDADE

Primogênito de Anderson Leonardo critica fofocas após a morte do pai: 'Nojo'

Leozinho desabafou sobre o assunto; vocalista do Molejo deixou ele e mais três filhos

15 mai 2024 - 09h05
(atualizado às 09h44)
Compartilhar
Exibir comentários
Anderson Leonardo, cantor
Anderson Leonardo, cantor
Foto: @instagram

O músico Leozinho Bradock, de 28 anos de idade, primogênito de Anderson Leonardo (1972-2024), vocalista do Molejo, desabafou sobre os comentários e fofocas em torno da morte de seu pai, que morreu dia 26 de abril em decorrência de complicações de um câncer na região inguinal.

"Tenho falado muito pouco, mantendo a minha calma como base, e a minha humilde sabedoria como estrutura mental. Minha luta honesta foi muito árdua para eu perder a noção agora. Graças a Deus, e aos meus ancestrais, pude deixar muito claro para o meu pai no auge da sua vida que o meu espaço foi conquistado com a minha luta, com o meu empenho, com a minha dedicação e honrando o nosso DNA, sabe como? Trabalhando!", iniciou Bradock, em desabafo em seu perfil no Instagram.

Além de Leozinho, Anderson Leonardo também deixou outros três filhos: Alessa, Rafael Phelipe e Alice. Ele tinha também uma neta, Andressa, filha de seu primogênito.

"São 28 anos de vida, e 18 anos trabalhando, vivendo da música. Essa onda de 'hype' está um nojo! Meu pai precisa descansar, ele foi muito guerreiro, e sustentou centenas de famílias dentro dos seus 41 anos dedicados à sua carreira artística. Um pouco de noção e bom senso cai bem para que não sejamos ridicularizados, certo? Não existe 'sucesso' sem trabalho! Deus nos abençoe, e os Orixás também", completou o músico.

Carreira de Anderson Leonardo

Relembre a trajetória de Anderson Leonardo no Molejo Relembre a trajetória de Anderson Leonardo no Molejo

Anderson Leonardo nasceu em 18 de agosto de 1972, no estado do Rio de Janeiro. Ele se dedicou como cantor de pagode, aprendeu a tocar cavaquinho e teve destaque no trabalho como compositor.

O artista virou vocalista do grupo Molejo na década de 1980, na formação original com Andrezinho (vocal), Claumirzinho (pandeiro), Lúcio Nascimento (percussão), Robson Calazans (percussão) e Jimmy Bateria (bateria). Juntos, os pagodeiros fizeram grande sucesso com a música "Caçamba" na década seguinte.

Depois de atingir as paradas de sucesso, o Molejão conquistou as pistas de dança com as coreografias divertidas de Brincadeira de Criança, Dança da Vassoura, Cilada, Paparico, entre outros.

Polêmicas

Anderson Leonardo, vocalista do Molejo, em show
Anderson Leonardo, vocalista do Molejo, em show
Foto: @instagram

Apesar da fama, Anderson se envolveu numa grave polêmica em 2021, quando foi acusado de ter estuprado um jovem de 21 anos. A suposta vítima, MC Maylon, alegou que o crime aconteceu num hotel em Sulacap, na zona oeste do Rio. O pagodeiro negou a informação, mas confirmou que teve relações consensuais com o bailarino.

Anderson também foi acusado de assédio no ano seguinte pela ex-Banheira do Gugu, Solange Gomes. Ela declarou ter sido tocada pelo artista na extinta atração do SBT, e disse que não se queixou por medo de perder seu emprego. Novamente, o pagodeiro declarou que as alegações "eram infundadas".

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade