PUBLICIDADE

Nicolas Cage teme uso de inteligência artificial em filmes: 'O que vão fazer com meu corpo?'

Ator teme que tecnologia possa acabar com a 'verdade dos artistas', especialmente após a morte

9 jul 2024 - 17h41
Compartilhar
Exibir comentários
Nicolas Cage em 'Homem dos Sonhos' (2023)
Nicolas Cage em 'Homem dos Sonhos' (2023)
Foto: Califórnia Filmes/Divulgação / Estadão

O uso de inteligência artificial vem gerando questionamentos em torno da ética e do futuro das profissões. Não é diferente em Hollywood. Nicolas Cage afirmou que teme o que os estúdios possam fazer com o uso da imagem dele, especialmente após sua morte.

Nicolas Cage em 'Homem dos Sonhos' (2023)
Nicolas Cage em 'Homem dos Sonhos' (2023)
Foto: Califórnia Filmes/Divulgação / Estadão

"Onde a verdade dos artistas vai parar? Ela vai ser substituída? Ela vai ser transfigurada? Quero dizer, o que vão fazer com meu corpo e meu rosto quando eu estiver morto? Não quero que façam nada!", disse, em entrevista à revista New Yorker publicada nesta quinta, 8.

O ator conta que estava se preparando para um novo filme. Nas produções, já são realizados escaneamentos de corpo. "Colocaram minha imagem em um computador para combinar a cor dos meus olhos, eu acho", explicou. Depois, disse temer o que podem fazer com o uso da imagem. "Vão roubar meu corpo e fazer o que quiserem com ele via inteligência artificial... Deus, espero que não seja IA. Estou com medo disso. Tenho falado muito sobre isso", disse.

Durante a greve de roteiristas de Hollywood, em 2023, o uso da inteligência artificial no cinema foi amplamente debatido. "A arte não pode ser criada por uma máquina", criticou Eric Heisserer, autor do roteiro do filme Às Cegas (2018), da Netflix. "Perdemos o coração e a alma da história", disse ele à AFP

Nicolas Cage também falou sobre a filha de 2 anos, August Francesca Coppola. "Eu tenho dois meninos mais velhos. São experiências diferentes. É minha primeira filha, ela é um amor."

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade