PUBLICIDADE
ESTREIA
'Paris É Delas' debate presença feminina nos Jogos Olímpicos

Neto processa Pablo Marçal após ser chamado de 'cheirador de cocaína'

Apresentador cobra explicações na Justiça após ofensas de Marçal, criticado por divulgar informações falsas sobre envio de doações ao RS

29 mai 2024 - 17h35
(atualizado às 19h40)
Compartilhar
Exibir comentários
Neto pede explicações na Justiça após Pablo Marçal chamá-lo de 'cheirador de cocaína'
Neto pede explicações na Justiça após Pablo Marçal chamá-lo de 'cheirador de cocaína'
Foto: Reprodução/Band/Redes Sociais

O apresentador Craque Neto processou o influenciador Pablo Marçal por ofensas proferidas em uma transmissão ao vivo nas redes sociais. Criticado indiretamente por Neto por divulgar informações falsas sobre doações às vítimas da tragédia no Rio Grande do Sul, Marçal afirmou que o apresentador é 'cheirador de cocaína' e que estaria desejando sua morte

Em processo movido na 1ª Vara Criminal do Foro Regional de Pinheiros, na Justiça de São Paulo, Neto afirmou ter sido surpreendido pelas afirmações de Marçal, que é pré-candidato à Prefeitura de São Paulo pelo PRTB, durante uma live feita em 9 de maio. 

"Neto 'tá' desejando a minha morte aí porque ele é um cheirador de cocaína e fala sem nenhuma responsabilidade, vai ser acionado também", disse o influenciador na transmissão. Na petição, a defesa de Neto pede que Marçal confirme a afirmação e se ele se referia, de fato, ao apresentador.

Neto também questionou se Marçal teve a intenção de imputar a condição de usuário de drogas ilícitas. Por fim, o apresentador exigiu uma retratação, com desculpas formais, e que Marçal se comprometa a reproduzí-las em vídeo publicado em suas redes. Só no Instagram, onde a live foi feita, o influenciador tem 10 milhões de seguidores. 

Acusação de fake news

O caso aconteceu em meio à tragédia provocada pelo temporal que assolou o Rio Grande do Sul e que, até esta quarta-feira, 29, provocou 169 mortes e afetou 471 dos 497 municípios gaúchos. No dia 8 de maio, Neto criticou influenciadores que disseminaram informações falsas sobre o envio de doações às vítimas. 

"Aí vem um babaca falar que carros e caminhões estão sendo multados, isso é mentira, é fake news, babaca do influenciador que faz com que as outras pessoas tenham medo de doar coisas porque pode ter algum tipo de represália em relação a multas, em relação a tudo, porque o que eles querem é acabar com as pessoas, acabar como ser humano, é isso que esse pessoal quer, essa cambada de vagabundo que faz fake news", disse Neto, ao vivo, no programa Os Donos da Bola.

"É isso que vocês merecem, vocês merecem a morte, vocês merecem o capeta porque vocês não merecem estar aqui, respirando este ar, porque as pessoas do Sul precisam de amor, de caridade, de compaixão e do nosso dinheiro e de quem tem dinheiro, é isso que precisa e acabou. E quem gostou, gostou, e quem não gostou que tire da televisão, que mude de canal", continuou o apresentador. 

Marçal 'vestiu a carapuça' com as críticas de Neto e, mesmo sem ter sido citado diretamente, deu a resposta que gerou o processo judicial peticionado pelo apresentador. O Terra tenta contato com a defesa de Neto e do influenciador. O espaço continua aberto para manifestação. 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade