PUBLICIDADE

Fã que morreu em show de Taylor Swift é sepultada; 600 pessoas participaram da despedida

Morte de Ana Clara Benevides, de 23 anos, é investigado pela Polícia; ela teve três paradas cardíacas

21 nov 2023 - 12h43
(atualizado às 12h53)
Compartilhar
Exibir comentários
Sepultamento de Ana Clara Benevides
Sepultamento de Ana Clara Benevides
Foto: Reprodução Globo

O corpo da estudante Ana Clara Benevides, de 23 anos, que morreu durante o show de Taylor Swift, foi sepultado na manhã desta terça-feira, 21, na cidade de Pedro Gomes, no Matro Grosso do Sul. 

O corpo da fã de Taylor Swift chegou a Campo Grande (MS) na segunda-feira, 20, de avião. De lá, foi levado para a Câmara Municipal de Sonora, no interior do Estado, onde foi velado. A cerimônia começou às 19h00 e foi até às 05h00 de terça-feira, 21. De acordo com a Globo, cerca de 600 pessoas passaram pelo local para se despedir da jovem.

Ana foi homenageada com coroa de flores enviadas por parentes e amigos da Universidade Federal de Rondonópolis, onde cursava Psicologia. O corpo deixou o local às 09h10 - horário local -, e seguiu para o Cemitério Parque dos Ipês, onde foi sepultado. O cortejo foi seguido por pessoas a pé e com carro.

Os pais de Ana Clara, Drika e Weiny Machado, precisaram recorrer a uma vaquinha para custear o translado do corpo da filha. Segundo comunicado emitido pela família, a Prefeitura do Rio de Janeiro e a empresa que organizou o show de Taylor Swift, a Time 4 Fun, não os auxiliaram em momento algum.

"Agradecemos imensamente a vaquinha, [a família] informa que o valor necessário já foi atingido, sendo que eventual saldo será destinado a causas sociais, cuja prestação de contas ocorrerá em momento oportuno".

O que aconteceu com Ana Clara Benevides

Velório de Ana Clara Benevides
Velório de Ana Clara Benevides
Foto: Acervo / reprodução CNN

A estudante, natural de Sonora, no Mato Grosso do Sul, viajou ao Rio de Janeiro para assistir ao show de Taylor Swift. Segundo uma amiga que estava com ela, durante o início da apresentação, Ana passou mal e desmaiou. Imediatamente, ela foi socorrida pela equipe médica do estádio Nilton Santos, o Engenhão.

Posteriormente, ela foi encaminhada ao Hospital Municipal Salgado Filho, onde foram feitas manobras de reanimação. Acredita-se que ela tenha tido três paradas cardíacas e não resistiu. No dia do show em que Ana Clara morreu, o Rio de Janeiro registrou 39,1°C e bateu recorde de sensação térmica com 59,3°C.

A morte foi dada como suspeita e a Polícia Civil investiga o caso. Um exame preliminar indica que a moça teve pequenas hemorragias no pulmão. Os resultados completos saem em 30 dias. A delegada responsável, Juliana Almeida, titular da 24ª DP, informou que qualquer conclusão agora será precipitada.

"O laudo de necropsia não foi conclusivo e o perito solicitou exames complementares de toxicologia e histopatologia. Apesar do laudo indicar que a hemorragia no pulmão pode ser um caso de insolação, ainda não é conclusivo. É prematuro afirmar que ela morreu por causa do calor. Outras causas não estão descartadas. O que sabemos é que ela teve três paradas cardiorrespiratórias e veio a óbito. Só em até 30 dias saberemos se ela morreu devido ao calor", disse ela, em entrevista ao jornal O Globo.

O que já se sabe sobre morte de fã em show de Taylor Swift O que já se sabe sobre morte de fã em show de Taylor Swift

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade