PUBLICIDADE

Bruno Krupp é preso após atropelar e matar adolescente

Modelo foi preso em um hospital onde estava internado; segundo pedido, ele não é um "novato nas cenas do crime"

3 ago 2022 - 10h02
(atualizado às 13h07)
Ver comentários
Publicidade
Bruno Krupp, modelo
Bruno Krupp, modelo
Foto: Reprodução Instagram

O influencer Bruno Fernandes Moreira Krupp, de 25 anos, foi preso preventivamente nesta quarta-feira, 3, pelo atropelamento que matou o estudante J. G. C. G. O rapaz foi surpreendido pelos policiais da 16ª DP em um hospital particular, onde estava internado, na região do Méier, no Rio de Janeiro.

A prisão foi realizada pouco tempo depois da decisão da  juíza Maria Isabel Pena Pieranti, do plantão judicial do Tribunal de Justiça do Rio. Segundo o pedido de prisão, o modelo "não é um novato nas cenas do crime" e sua liberdade "comprometeria a ordem pública".

O documento, de acordo a GloboNews, menciona que o modelo já foi parado por agentes da Lei Seca três dias antes do acidente, mas a blitz não teve a mesma repercussão. Além do atropelamento, falta de habilitação e o flagra na lei seca, Bruno Krupp tem outras passagens policiais por estupro e estelionato.

Procurada pela reportagem do Terra, a assessoria do modelo declarou que ele não respondia ligações e mensagens há dias.

Influenciador estava a 150 km/h

Segundo contou uma testemunha à polícia, a moto que o modelo pilotava estava a pelo menos 150 km/h quando atingiu o adolescente de 16 anos. A declaração consta no inquérito divulgado pela GloboNews

Segundo a testemunha, ela dirigia o carro dela quando foi surpreendida por uma motocicleta [a de Bruno Krupp] trafegando entre os carros, em alta velocidade e fazendo barulhos com o acelerador. Logo depois, o modelo atropelou o garoto.

"O declarante afirma certamente que o motociclista estava pilotando a pelo menos mais de 150 km/h na avenida", narra o termo de declaração. O limite da pista onde ocorreu o acidente, conforme a emissora, é de 60 km/h.

A testemunha contou ainda que parou o veículo e identificou uma pessoa caída na pista. Segundo relatou: "(...) visivelmente machucada, tentando se levantar com ajuda das duas mãos, já sem uma das pernas, que parecia haver sido decepada por completo na altura do quadril".

A perna esquerda do adolescente foi amputada na hora do impacto e, de acordo com um policial militar, parou 50 metros à frente do acidente. O jovem chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

Bruno Krupp ensaiava retorno às passarelas

Em conversa com o Terra, uma pessoa próxima a Bruno Krupp, que preferiu não se identificar, contou que, assim como a assessoria, não consegue contato com o rapaz há alguns dias. No entanto, o que se sabe é que ele estava ensaiando um retorno às passarelas, inclusive, já teria até feito um book recentemente.

"Uma agência de Paris estava muito interessada nele. Agora acabou", disse a colega.

Além de influenciador, Krupp estava trabalhando como relações públicas de um restaurante. Quem o conhece, o define como simpático e como alguém que faz sucesso entre as mulheres. Apesar da imagem de "partidão", a colega não vê muito futuro para Krupp na moda.

"Depois disso, vai ser difícil ele trabalhar como modelo", avalia.

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade