PUBLICIDADE

Atriz de filmes adultos acorda do coma e fatura R$ 342 mil

Emily Willis apresentou melhoras de uma parada cardíaca, seguida de um estado vegetativo; os fãs ajudaram em uma campanha de arrecadação

1 abr 2024 - 21h03
(atualizado às 22h37)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Emily Willis, atriz norte-americana de filmes adultos, saiu de um coma após 52 dias em 'estado vegetativo' e está retomando a consciência. Foi criada uma campanha de doação com mais de R$ 340 mil arrecadados, maioria proveniente de fãs.
Atriz de filmes adultos Emily Willis.
Atriz de filmes adultos Emily Willis.
Foto: Divulgação

Emily Willis, uma atriz norte-americana de filmes adultos, conseguiu sair de um coma e está em recuperação após parada cardíaca sofrida em fevereiro. Ela apresentou sinais de melhora esta semana.

Após 52 dias em 'estado vegetativo', ela está retomando a consciência e, de acordo com seu padrasto Michael Willis, abre os olhos, sorri e expressa emoção ao conversar com familiares. Ela também já consegue reconhecer as pessoas próximas. 

Campanha de doação

Para arcar com os custos de despesas médicas, além de viagens e acomodações para a família ficar perto do hospital, foi criada no início de março uma 'vaquinha' de arrecadação, que já ultrapassa R$ 340 mil em doações

A maioria das doações teria sido feita por fãs da estrela do cinema adulto, que conta com diversos apoiadores nas plataformas. Um dos apoiadores desembolsou cerca de R$ 20 mil. 

Em entrevista para o portal TMZ, o padrasto afirmou que pretende transferí-la para Utah, onde moram, para que ela possa se recuperar ao lado da família. Ela está internada na Califórnia.

Ao longo da carreira, a jovem teria conseguido juntar uma quantia considerável, mas as contas da atriz estão bloqueadas e não listam a família como beneficiária.

A causa da parada cardíaca ainda não foi definida, e a chance de ter sido por overdose foi descartada após exame toxicológico. Aos 25 anos, ela estava em tratamento contra o vício em drogas e pesava 36 quilos no momento da internação para reabilitação. 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade