PUBLICIDADE

Antonia Fontenelle declara que polêmica com Klara Castanho a fez perder eleição

Ex-atriz da Globo não conseguiu ser eleita deputada federal e cita dois fatos que ela acredita serem os motivos de sua derrota nas urnas

5 out 2022 - 17h50
(atualizado às 18h51)
Compartilhar
Exibir comentários

Antonia Fontenelle não conseguiu ser eleita deputada federal nas eleições 2022 e tentou encontrar motivos para a derrota nas urnas. A atriz desabafou, durante uma live em seu canal no YouTube, na última segunda-feira, 4, sobre o assunto, levantando dois fatos que, segundo ela, a prejudicaram. Entre eles, o caso Klara Castanho.

A atriz e apresentadoraAntonia Fontenelle.
A atriz e apresentadoraAntonia Fontenelle.
Foto: Instagram/@ladyfontenelle / Estadão

Sem citar o nome da atriz, apenas se referindo a ela como "moça", ela declarou: "Não citei nomes por ser mulher, falei: 'Não tenho direito de citar o nome, mas a situação tenho'. A situação é muito esquisita, é muito grave. E, pasmem, ela está sendo patrocinada, com vários advogados me processando, coloca tudo em segredo de Justiça, cível, queixa-crime por ameaça", disse.

Klara Castanho chegou a publicar em junho, nas redes sociais, uma carta aberta em que conta que foi estuprada por um homem e acabou engravidando do criminoso. A artista confessou ainda que optou por entregar o bebê para adoção. Mas, funcionários do hospital que realizaram o parto, divulgaram seu caso para colunistas.

"A acusação dela diz que eu a ameacei. E vai vir mais coisa, porque ela está sendo patrocinada. Mas ninguém pergunta cadê o estuprador, ninguém quer saber. Isso me prejudicou", continuou Fontenelle.

O outro motivo que a atriz creditou sua derrota foi ter se posicionado contra Mariana Ferrer, que alega que foi estuprada por um rico empresário, mas foi derrotada na Justiça. "Tem gente que me odeia porque não fui a favor da Mariana Ferrer. Como? A Justiça provou que Mariana Ferrer não foi estuprada. Então só porque ela é mulher, eu tenho que estar a favor da Mariana Ferrer?", disparou.

Ainda de acordo com ela, a vitória nas ruas não veio porque ela "não abriu mão da verdade e apontou o errado". A ex-atriz da Globo destacou também que foi prejudicada pelo fato de levantar "assuntos escabrosos".

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade