0

Tudo sobre ‘No Man’s Sky’, próximo 'game' espacial para PCs

Conheça o jogo que promete ser praticamente infinito

1 dez 2015
09h51
atualizado às 10h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Viajar pelo espaço ainda é um sonho distante, apesar dos esforços feitos pela humanidade. Entretanto, ao menos nos videogames, explorar parte do universo é possível há algum tempo. Jogos como Spore e os da série Elite apresentam uma enorme variedade de planetas e estrelas para visitar. Mas, apesar da variedade de criaturas e de atividades para se fazer, nenhum dos títulos lançados até hoje apresentou uma proposta tão ousada quanto a do independente No Man’s Sky, desenvolvido pela Hello Games.

 

O que é?

Anunciado em 2014, durante a Electronic Entertainment Expo ­– E3, o maior evento de games do mundo –, No Man’s Sky é um jogo de aventura e exploração. Seu personagem é um viajante espacial, que pode voar livremente por um universo aberto a bordo de uma nave. Ele carrega apenas um traje próprio, uma mochila a jato e uma ferramenta de múltiplas funcionalidades, que pode ser usada para minerar, coletar recursos, analisar elementos e, claro, se proteger dos habitantes dos muitos planetas que podem ser explorados.

Nenhum game espacial conseguiu o que o jogo independente No Man’s Sky planeja fazer
Nenhum game espacial conseguiu o que o jogo independente No Man’s Sky planeja fazer
Foto: Hello Games / Divulgação

 

Não há exatamente um objetivo, no entanto. De certa forma, a ideia é que o jogador explore livremente e faça sua própria história, coletando e vendendo recursos pelo espaço, conhecendo facções espalhadas pelo universo e, dependendo da situação, até guerreando. Não parece muito, mas acredite: pelo tamanho do mapa do jogo, haverá muito o que fazer.

 

Qual o tamanho desse universo?

 

Segundo os desenvolvedores de No Man’s Sky, o universo do game será gerado conforme os jogadores o explorarem. Ou seja, ele será basicamente infinito. Cada ponto de luz mostrado no Atlas (o mapa do jogo) representará uma estrela, e cada estrela terá o próprio sistema de planetas a sua volta. Os planetas em posições favoráveis terão a própria fauna e flora, com plantas e animais, e vários desses locais poderão ser explorados na busca incessante por recursos. Sentinelas robóticos poderão aparecer para reestabelecer a ordem, caso o viajante esteja se comportando mal – atacando outros seres vivos, por exemplo.

 

 

Só não pense que você poderá explorar facilmente toda essa imensidão de 18 quintilhões de planetas, logo de cara. A distância que sua nave poderá percorrer ficará limitada ao motor de saltos hiperespaciais e à quantidade de combustível disponível no tanque. São recursos que poderão ser melhorados com o dinheiro que você ganha coletando e vendendo minérios e outros bens – ou também exercendo outras atividades diversas pelo vasto universo.

 

E quando chega?

 

No Man’s Sky está em desenvolvimento desde pelo menos 2013, mas ainda deve levar alguns meses para chegar a sua versão final. Na verdade, a data de lançamento foi revelada apenas em outubro deste ano: junho de 2016. O estúdio por trás do game pretende levá-lo simultaneamente aos PCs e ao PS4, mas ainda não garantiu que ele sairá para outros consoles.

 

Veja também:

Affonso Solano e KelvinOuteiro jogam Castlevania
Fonte: Dialoog Comunicação
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade