PUBLICIDADE

Chris Rock fala pela 1ª vez após tapa de Will Smith no Oscar

Em show, o comediante falou à plateia que "ainda está processando" e ainda brincou com os fãs "como foi o final de semana de vocês?"

30 mar 2022 - 22h57
(atualizado às 22h58)
Ver comentários
Publicidade

O humorista Chris Rock se pronunciou pela primeira vez após receber um tapa de Will Smith na cerimônia do Oscar, em Los Angeles, no último domingo (27). Em show em Boston, o comediante falou à plateia que "ainda está processando" e ainda brincou com os fãs completando: "como foi o final de semana de vocês?". 

Segundo o canal de notícias CNN, o comediante fez o seu show vestido todo de branco e avisou o público "Eu não tenho muito o que falar sobre o caso, então, se você veio aqui para isso...". Porém, o ator de 57 anos também revelou que tem piadas prontas sobre o caso.

Ator deu um tapa na cara do comediante Chris Rock
Ator deu um tapa na cara do comediante Chris Rock
Foto: AFP / Ansa - Brasil

A "Ego Death Tour", turnê de stand-up de Chris Rock, registrou recorde de procura após o incidente com Will Smith. Segundo a CNN, os dois shows desta quarta em Boston estavam esgotados.

Entenda o que levou Will Smith ao tapa

Muita gente não levou a sério o tapa de Will Smith em Chris Rock durante a transmissão do Oscar 2022, achando que fazia parte de uma esquete. Afinal, coisas de gosto duvidoso já tinham sido feitas pelas apresentadoras oficiais (Wanda Sykes, Amy Schumer e Regina Hall) da cerimônia, como zombar dos indicados e brincar de assédio sexual com os convidados masculinos.

Mas o tabefe foi muito real, assim como os xingamentos com palavrões que se seguiram e a situação que se criou com a vitória de Will Smith como Melhor Ator por 'King Richard: Criando Campeãs'.

Chis Rock brincou com o fato de a atriz Jada Pinkett Smith comparecer careca à cerimônia, dizendo que ela já estava ensaiando para "Até o Limite da Honra 2", numa referência ao filme (chamado em inglês "G.I. Jane") em que Demi Moore raspou o cabelo para entrar na tropa de elite da Marinha dos EUA.

A referência foi considerado uma ofensa pessoal por Will Smith, marido de Jada, porque a a atriz sofre de uma doença autoimune, que causa perda de cabelos.

Smith, que estava sentado perto do palco do Dolby Theatre, levantou-se e se dirigiu a passos largos em direção ao comediante, agredindo-o com um tapa bem dado em seu rosto. Ao voltar para seu assento, a câmera deu um close no momento em que ele xingou Chris Rock: "Mantenha o nome da minha esposa longe da p*rra da sua boca!".

Ele repetiu duas vezes o xingamento em voz alta, criando um silêncio constrangedor no ambiente.

Buscando uma saída da situação, Chris Rock encontrou uma piada, resumindo: "Este foi o maior momento da história da televisão".

O fato é que já havia indisposição entre os dois desde que Chris Rock apresentou o Oscar 2016 e fez outra piada sobre Jada. Na ocasião, ele ridicularizou um anúncio de boicote da atriz pela falta de atores negros entre os indicados. "Jada boicotar o Oscar faz tanto sentido quanto eu boicotar as calcinhas de Rihanna. Eu não fui convidado", brincou, arrancando largas risadas de todos os presentes.

Durante o momento escandaloso, Denzel Washington buscou acalmar Smith. E ao vencer o prêmio de Melhor Ator, ele mencionou o fato. "Denzel me disse há alguns minutos. 'Em seu momento de maior grandeza, tome cuidado. É nessa hora que o Diabo irá te procurar'", contou.

Em seu discurso de agradecimento pelo Oscar, o ator se mostrou muito emocionado, fez uma analogia entre sua atitude e o tema do filme 'King Richard' e pediu desculpas à Academia.

"Richard Williams era um defensor feroz de sua família. Nesse momento da minha vida, estou tomado pelo o que Deus me pediu para ser e fazer nesse mundo. Fazendo esse filme, eu pude proteger Aunjanue Ellis (atriz de 'King Richards'), uma das mulheres mais fortes e delicadas que já conheci; pude proteger Saniyya e Demi (que vivem Venus e Serena Williams). Na minha vida, nesse momento, fui chamado para amar as pessoas, proteger as pessoas e ser um rio para meu povo. Eu sei que, para fazermos isso, você precisa aceitar abusos, as pessoas falam bobagens sobre você e desrespeitam você, e você tem que sorrir e fazer de conta que está tudo bem", ele iniciou.

Em outro momento do longo monólogo, ainda observou: "A arte imita a vida. Eu pareço o pai maluco exatamente como falaram sobre o Richard Williams, mas o amor faz você fazer coisas doidas. Obrigado por essa honra, por esse momento, agradeço em nome de Richard e família Williams e espero que a Academia me convide para a próxima festa."

Todo o momento da agressão e dos xingamentos foi exibido sem censura para as televisões de vários países. O som da TV japonesa ajuda a mostrar de forma bem clara que não foi uma esquete, nem um meme para ser compartilhado como gracinha. Veja abaixo.

O momento digno de escândalo foi o ponto mais baixo de uma transmissão repleta de problemas conceituais e que deve e precisa gerar muita reflexão sobre o tipo de humor adequado para transmissões ao vivo. O Oscar 2022 passou longe do politicamente correto. E acabou levando um tapa literal na cara.

Com informações do Pipoca Moderna

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade