PUBLICIDADE

Paolla Oliveira desfila vestida de onça reluzente pela Grande Rio

A atriz mostrou detalhes da fantasia que simboliza a força feminina

12 fev 2024 - 02h22
(atualizado às 05h30)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
A atriz Paolla Oliveira desfila vestida de onça pela Grande Rio, no carnaval do Rio de Janeiro, na madrugada desta segunda-feira.
Segundo Paolla Oliveira, a fantasia guarda uma surpresa para a avenida. "Vou virar onça"
Segundo Paolla Oliveira, a fantasia guarda uma surpresa para a avenida. "Vou virar onça"
Foto: Reprodução/Instagram

A atriz Paolla Oliveira desfila vestida de onça pela Grande Rio, no carnaval do Rio de Janeiro, na madrugada desta segunda-feira, 12. A rainha de bateria descreveu a fantasia como reluzente, e disse que ela simboliza a força da mulher e a justiça.

Nas redes sociais, ela mostrou detalhes da roupa cravejada de pedrarias, com muito brilho, estampa de onça e um adereço de cabeça dourado suntuoso. As luvas usadas por Paolla têm garras afiadas.

Segundo ela, a fantasia guarda uma surpresa para a avenida. "Vou virar onça. Deixar essa onça reluzente riscar a avenida hoje. Transformadora, devoradora, do jeito que é o nosso enredo. É frio na barriga, é coisa que dá errado, mas no final das contas o que vale é a gente estar aqui na alegria e até o que dá errado, dá certo", pontuou em entrevista à Globo.

De onça, Paolla Oliveira passa por transformação na Sapucaí; veja fotos De onça, Paolla Oliveira passa por transformação na Sapucaí; veja fotos

Durante o desfile, Paolla revelou que seu adereço de cabeça virava, na verdade, uma espécie de capacete de cabeça de onça coberta de brilhos. Os olhos da onça se iluminavam, dando um efeito ainda mais impressionante à fantasia.

Nas redes sociais, Paolla Oliveira mostrou detalhes da roupa cravejada de pedrarias
Nas redes sociais, Paolla Oliveira mostrou detalhes da roupa cravejada de pedrarias
Foto: Reprodução/Instagram

Nas redes sociais, Paolla Oliveira mostrou detalhes da luxuosa fantasia de onça e relacionou o look ao enredo da Grande Rio. "Que a força da mulher onça amedronte os covardes e os faça chorar. Que a força da mulher onça acolha aqueles que não tem nada a temer. Que a força da mulher onça seja imensa e vencedora. E aquele que fizer força de oposição será devorado", escreveu.

"O nosso carnaval trouxe antropofagia, disputas identitárias brasileiras e a nossa eterna capacidade de devorar para recriar, rebrotar, revidar. Hoje sou mulher-onça. Símbolo de força, luta e bravura. Nada poderia ser tão NÓS nesse momento no espaço-tempo", completou, agradecendo a escola de samba.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade