PUBLICIDADE

Palio de Siena volta a ser realizado após 2 anos

Porém, pela primeira vez desde 1800, só 6 cavalos participaram

2 jul 2022 - 17h51
(atualizado às 18h21)
Ver comentários
Publicidade

O primeiro Palio de Siena após dois anos de paralisação por conta da pandemia de Covid-19 teve um final definido no photo finish, com a vitória indo para o cavalo Il Drago, de Giovanni Azteni neste sábado (2). Essa foi a oitava vitória do jóquei na tradicional competição italiana.

Mas, a prova teve um pouco de tudo nesse "retorno da normalidade", como definiu o prefeito da cidade na Toscana, Luigi De Mossi.

Pela primeira vez desde os anos 1800, a prova contou apenas com seis dos 10 cavalos que deveriam competir. Isso porque houve três lesões nos animais nas sessões de classificação e um dos jóqueis, Stefano Piras, caiu e ambos saíram da competição. Os três animais foram levados para clínicas veterinárias da região.

Entre as milhares de pessoas que participaram do tradicional Palio, estava também a presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, que está passando férias na Itália.

O Palio de Siena é disputado sempre nos dias 2 de julho e 16 de agosto no centro histórico da cidade.

Antes da pausa de dois anos consecutivos, algo inédito desde as primeiras corridas no século 13, o evento não foi realizado apenas em outros quatro anos: em 16 de agosto de 1723 por causa da morte de um membro da família real; em 1855 por conta de uma epidemia de cólera; e em 1940 e 1944 por conta da Segunda Guerra Mundial. .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade