PUBLICIDADE

Ebó de Conduta: Ayra Aziza

27 nov 2023 - 17h55
Compartilhar
Exibir comentários

Caiçara do Litoral de SP, Ayra Aziza é artista plástica autodidata e independente, graduanda em Ciências Sociais pela UFRJ. A exposição Ninguém toca o meu Ori no Instituto Pretos Novos contou com a presença de mais de 5 mil pessoas como, por exemplo, Comissão de Direitos Humanos da OAB/RJ. Além de desdobramentos importantes como o convite para expor na ArtRio e na Galeria Ainda e, agora, no Centro Cultural dos Correios. 

A exposição individual, que durará dois meses, tem como objetivo a continuidade ao seu trabalho artístico, um marco significativo que ilustra seu crescimento e amadurecimento artístico. Após o primeiro ato, Ninguém Toca o Meu Ori, que se desenrolou no Instituto de Pesquisa e Memória Pretos Novos, a próxima exposição Ebó de Conduta será uma jornada que nos levará a explorar uma diversidade de obras, todas elas abordando questões práticas e desafios que a comunidade negra enfrenta.

Foto: AUR

Se o primeiro ato concentrou-se na exploração da construção da subjetividade negra, o segundo ato da jornada de Ayra Aziza se aprofundará no agir prático. Ebó de Conduta representa a oportunidade de abraçar a riqueza de nossa herança ancestral para moldar novos destinos e criar um mundo mais justo e solidário, indo além das palavras e da contemplação para nos inspirar a ação efetiva e a transformação.

Esta segunda etapa do itinerário artístico de Ayra Aziza promete ser igualmente impactante, incentivando-nos a não apenas refletir sobre nossa identidade e história, mas também a nos comprometer com a construção de um futuro mais inclusivo e equitativo. É uma celebração da força da ação coletiva e um convite para que cada um de nós desempenhe um papel significativo nessa jornada de autodescoberta e transformação.

A exposição conta com curadoria de Gabriel Reis (@reisgabriell), Melissa Alves (@melmlvs) e Carolina Rodrigues (@carolinarodriguesl_). 

Programação:

A abertura acontecerá no dia 24 de novembro, sexta-feira, a partir das 16h e contará com a visita mediada com a artista e os curadores às 17h. Em seguida, após o fechamento da exposição, contaremos com a celebração em forma de samba com o Samba di Kubata no Bar da Capitu, entre às 19h30 e 00h. O evento participará do circuito de programações do mês da Consciência Negra a fim de promover arte e muito samba. Entrada gratuita!

16h - abertura no Centro Cultural dos Correrios

17h - visita mediada com Ayra Aziza e curadores

19h - Samba di Kubata no Bar da Capitu (próximo ao Centro Cultural dos Correios)

Data: 24 de novembro a 

Endereço: R. Visc. de Itaboraí, 20 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, 20010-060

Ficha técnica

Curadoria: Carolina Rodrigues (@carolinarodriguesl_) e Gabriel Reis (@reisgabriell)

Produção: Bruno Oliveira (@brunodoliveiraaa) e Helena Cícero (@helenisticca)

Acompanhamento curatorial: Carolina Rodrigues, Gabriel Reis e Melissa Alves (@melmlvs)

Cenográfica: Datagek

Projeto Gráfico: Claudia Revoredo (@souclaudia)

Projeto expográfico: Gisele de Paula (@giseledepaula.arq) e Iolaos Costa (@iolaos_costta )

AUR
Compartilhar
Publicidade
Publicidade