PUBLICIDADE

Ator Paulo Gustavo morre por complicações da Covid-19

Comediante estava internado no Rio de Janeiro desde março

5 mai 2021 08h08
ver comentários
Publicidade

O ator Paulo Gustavo morreu nesta terça-feira (4), aos 42 anos de idade, em decorrência de complicações do novo coronavírus. O humorista, um dos artistas mais populares do país, estava internado desde o dia 13 de março em um hospital em Copacabana, no Rio de Janeiro.
    O comediante tinha apresentado algumas melhoras significativas, mas o seu estado de saúde piorou no domingo (2) por conta de uma embolia pulmonar. Ontem (4), um boletim médico informou que o quadro de Paulo Gustavo era irreversível.
    "Às 21h12 desta terça-feira, lamentavelmente o paciente Paulo Gustavo Monteiro faleceu, vítima da Covid-19 e suas complicações. Em todos os momentos de sua internação, tanto o paciente quanto os seus familiares e amigos próximos tiveram condutas irretocáveis, transmitindo confiança na equipe médica e nos demais profissionais que participaram de seu tratamento. A equipe profissional que participou de seu tratamento está profundamente consternada e solidária ao sofrimento de todos", disse um comunicado.
    Após o anúncio da morte do comediante, inúmeras celebridades e fãs publicaram homenagens para Paulo Gustavo nas redes sociais.
    Natural de Niterói, o ator deixou o marido, Thales, e dois filhos pequenos, Gael e Romeu.
    Paulo Gustavo ficou famoso pela personagem Dona Hermínia, que se inspirou em sua mãe, Déa Lúcia Amaral, para criá-la. O longa "Minha mãe é uma peça: O filme" (2013), que teve duas continuações, foi um enorme sucesso. O último da trilogia, lançado em 2019, foi a comédia com maior público da história do cinema do país, com mais de 11,5 milhões de espectadores.
    Paulo Gustavo também se destacou pelas participações nos filmes "Minha vida em marte" (2018) e "Os homens são de Marte...e é para lá que eu vou" (2014). .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade