PUBLICIDADE

Dia Mundial da Criatividade: como funciona festival brasileiro e descentralizado

Evento acontece em diversas cidades e países e é gratuito

16 abr 2023 - 13h28
Compartilhar
Exibir comentários

SXSW, South Summit, Web Summit Rio, Rio2C, são tantos eventos acontecendo ao mesmo tempo nesse primeiro trimestre que já perdemos a conta. Mas quem tem tempo, energia e uma conta recheada para cruzar esse país atrás das tendências?

Por isso admiro iniciativas como o festival em comemoração ao Dia Mundial da Criatividade (21 de abril). Primeiro por ser uma iniciativa brasileira e apoiada pela ONU, que reconhece o World Creativity Day. Está na hora de largarmos a síndrome de via lata para entendermos que inovação feita aqui precisa ser levada aos palcos. 

Segundo, por ser descentralizada: são mais de 200 cidades envolvidas, com patrocinadores locais em cada uma delas – incluindo em países como Portugal e Canadá. 

Terceiro, por ser acessível. O evento é gratuito graças a suas parcerias com a Secretaria da Cultura, Turismo, Desenvolvimento e empresas privadas.

Como ChatGPT e outras IAs poderão revolucionar a educação:
Lâmpadas sobre um fundo azul
Lâmpadas sobre um fundo azul
Foto: Pexels

A comemoração do Dia Mundial da Criatividade foi uma iniciativa desenvolvida em 2014 pelo brasileiro Lucas Foster. “Em um país continental, desigual e diverso, como usar a inovação para celebrar a criatividade humana em todos os cantos do Brasil? Para ser um movimento global, escolhemos um modelo descentralizado, gratuito e colaborativo. Foi assim, então, que nasceu o Dia Mundial da Criatividade como ele é hoje”, explica.

Rodar pelos festivais ao redor do mundo cada vez me faz pensar mais que o principal objetivo desses espaços é abrir nossa mente para reimaginar o mundo. Tirar um pedacinho do nosso tempo para repensar como fazemos as coisas. Afinal, criatividade é fazer novas conexões com o nosso repertório – portanto estar aberto a novas ideias e conhecer outras pessoas faz de uma cidade, uma família, uma vida muito mais criativa.

Aqui em São Paulo onde fico, o Dia Mundial da Criatividade será celebrado com shows gratuitos de Johnny Hooker, Paula Lima e Céu e mais de 60 palestrantes em espaços como Farol Santander, Centro Cultural Banco do Brasil, Espaço Aroo, Shopping Light, PretaHub, Café Girondino e Edifício Jockey Clube de São Paulo nos dias 20, 21 e 22 de abril. 

Os temas vão de tecnologia e inovação, empreendedorismo e economia criativa, diversidade e inclusão, arte e cultura, ESG e educação.

Mas para quem está fora de São Paulo, talvez tenha um evento perto de você, de Belém a Pelotas tem um fagulha de criatividade te esperando. Cheque a lista de cidades aqui.

Agora não tem mais desculpa para passar o feriado no Netflix.  A gente só reimagina o mundo no encontro – não só de conteúdo, mas de ideias e pessoas. Que tal abrir espaços para reimaginação radical?

Fonte: Redação Byte
Compartilhar
Publicidade
Publicidade