PUBLICIDADE

Foto confirma dano em hélice do helicóptero Ingenuity em Marte

Novas fotos tiradas pelo Perseverance mostram que uma das hélices do helicóptero Ingenuity se quebrou totalmente, impedindo-o de voar outra vez em Marte

28 fev 2024 - 13h48
(atualizado às 15h34)
Compartilhar
Exibir comentários

Novas fotos tiradas pelo rover Perseverance revelam o porquê de o helicóptero Ingenuity não poder mais voar em Marte. Imagens capturadas em janeiro, durante o último voo da aeronave, mostraram danos em uma das suas hélices, mas as novas fotos indicam que o componente se rompeu totalmente. 

Foto: NASA/JPL-Caltech/ASU / Canaltech

As imagens foram capturadas pelo instrumento SuperCam, do Perseverance, antes de seguir rumo a áreas de interesse científico. O rover ficou a cerca de 450 metros da aeronave quando apontou seu instrumento para ela, e dificilmente vai visitá-la outra vez.

No domingo (25), as novas imagens chegaram à Terra. Depois, o estudante de design Simeon Schmauß as compilou e processou e depois publicou os resultados no X, antigo Twitter.

O resultado mostra uma

hélice quebrada

, solta em meio à areia de Marte — se você observar bem, vai perceber uma pequena marca na areia, que pode indicar onde a hélice caiu após a quebra. 

A hélice parece ter se rompido em janeiro. No dia 6 daquele mês, o Ingenuity voou e pousou antes do planejado, o que intrigou os controladores da missão. Entretanto, eles não conseguiram investigar o ocorrido na ocasião porque a comunicação com a aeronave foi perdida.

Foi somente no dia 20 que a NASA conseguiu contato com o helicóptero, mas declarou o fim da missão após uma foto mostrar danos em uma hélice. Com as novas imagens, engenheiros e cientistas podem entender melhor o que aconteceu nos últimos momentos de atividade do Ingenuity. 

Vale lembrar que, apesar de a missão ter chegado ao fim, o helicóptero teve desempenho surpreendente. Além de se tornar a primeira aeronave a voar em outro planeta, o Ingenuity foi criado para funcionar por apenas 30 dias, mas seguiu ativo por quase três anos.

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade