PUBLICIDADE

Avião de combate que sumiu na Segunda Guerra Mundial é encontrado após 80 anos

Aviador norte-americano Warren Singer desapareceu com a aeronave P-38 Lightning em 25 de agosto de 1943

1 dez 2023 - 10h59
Compartilhar
Exibir comentários
Após 80 anos desaparecido, avião combatente dos EUA é encontrado na Itália
Após 80 anos desaparecido, avião combatente dos EUA é encontrado na Itália
Foto: Divulgação/Pen News

Um mistério que perdurava desde a Segunda Guerra Mundial foi desvendado recentemente após mergulhadores encontrarem um avião no Golfo de Manfredonia, na Itália. O aviador norte-americano Warren Singer desapareceu com a aeronave P-38 Lightning em 25 de agosto de 1943, e 80 anos depois os destroços do avião foram encontrados.

O avião de combate desapareceu durante um ataque a aeródromos italianos perto de Foggia, no leste do país. A missão visava mitigar a resposta aérea da Itália aos próximos desembarques e acabou destruindo 65 aviões inimigos.

Mas o segundo-tenente Singer nunca atingiu seu alvo, e os registros da Força Aérea mostram que ele foi visto pela última vez voando perto de Manfredonia, uma cidade 35 quilômetros a leste de Foggia.

Agora, 80 anos depois, mergulhadores encontraram os destroços do avião a uma profundidade de 12 metros abaixo do Golfo de Manfredonia. Singer, que tinha apenas 22 anos, deixou sua esposa Margaret, com quem se casou cinco meses antes e que mais tarde deu à luz sua filha, Peggy, em janeiro de 1944.

O mergulhador que identificou o naufrágio, Fabio Bisciotti, disse que a aeronave estava em condições surpreendentemente boas, afirmando que "provavelmente teve uma falha mecânica  e caiu na água". 

Fabio Bisciotti, que lidera o grupo de estudos subaquáticos da Liga Naval Italiana, disse que não havia vestígios de corpo. Ele acredita que o segundo-tenente Singer provavelmente escapou dos destroços, mas posteriormente se afogou.

"As janelas estão abertas, então temos certeza de que ele conseguiu abandonar o avião e quem sabe o que aconteceu. Talvez ele tenha tentado nadar ou, devido ao uniforme, tenha afundado. Temos certeza de que ele se afogou", disse em comunicado.

O mergulhador conseguiu identificar os destroços como um P-38 devido ao design distinto de lança dupla do avião.

Veja os 5 maiores aviões de carga do mundo Veja os 5 maiores aviões de carga do mundo

Desaparecimento

Em uma publicação interna da Associação Nacional P-38, o historiador Steve Blake relatou as circunstâncias do desaparecimento de Singer.

Ele disse que 166 P-38 decolaram da Tunísia naquele dia, voando para o leste, cruzando a península italiana e depois seguindo a costa para o norte até Manfredonia, antes de virar para o interior em direção a Foggia.

No total, 137 aviões atingiram o alvo, outros voltaram devido a vários problemas mecânicos e um desapareceu completamente – o avião de Singer.

O piloto, que era estudante do segundo ano da Universidade de Illinois Urbana-Champaign, foi declarado morto um ano e um dia depois, em 26 de agosto de 1944. Seu corpo nunca foi encontrado. 

Seu nome está listado nas Tábuas dos Desaparecidos no Cemitério e Memorial Americano do Norte da África em Cartago, Tunísia.

Embora a Itália e os EUA estivessem em guerra quando Singer morreu, Bisciotti disse que foi uma “grande honra” identificar o seu avião.

"É importante lembrar que estamos falando de um ser humano; que ele estava acreditando no que estava fazendo, então inimigo ou amigo, não importa, ele deve ser honrado". 

Um porta-voz da Defense POW/MIA Accounting Agency (DPAA), que investiga o que aconteceu com as tropas americanas desaparecidas, disse ter sido alertado sobre a descoberta.

"A DPAA recebeu informações da Liga Naval Italiana sobre este caso e está investigando a situação", disse a organização em comunicado. 

Fonte: Redação Byte
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade