Atividade física é a chave para prevenir doença grave; saiba qual

Especialistas apontam benefícios de adotar a prática da atividade física regularmente, o que é imprescindível para prevenir doenças

15 abr 2024 - 19h00

Manter a saúde em dia é um desafio que exige cuidados como não fumar, manter uma dieta balanceada e um peso corporal adequado. Além disso, a prática de atividade física é essencial para proteger e fortalecer o organismo contra possíveis ameaças.

Atividade física é a chave para prevenir doença grave; saiba qual
Atividade física é a chave para prevenir doença grave; saiba qual
Foto: Shutterstock / Saúde em Dia

No entanto, dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) indicam que aproximadamente 47% da população brasileira não pratica atividade física com frequência, enquanto 14% se exercitam por menos de 10 minutos, uma média alarmante que preocupa especialistas. 

Publicidade

Isso porque a prática regular de atividade física é imprescindível para prevenir uma das principais causas de mortes no país: as doenças cardiovasculares. E, entre elas, uma condição que se destaca é o acidente vascular cerebral (AVC).

Por que a atividade física reduz o risco de AVC

De acordo com o neurocirurgião Dr. Victor Hugo Espíndola, a atividade física reduz o risco de AVC por meio de vários mecanismos biológicos. Ele cita, por exemplo, a redução da pressão arterial, melhoria do perfil lipídico, controle do diabetes, redução da obesidade, aumento da função vascular, e diminuição da inflamação e estresse oxidativo.

O médico lembra que a falta de atividade física tem relação direta com o aumento do risco de AVC, especialmente em populações vulneráveis. Isso por conta da sua associação com fatores de risco modificáveis, como hipertensão, diabetes, obesidade, dislipidemia e sedentarismo.

"A atividade física pode integrar o tratamento e prevenção do AVC por meio de programas de reabilitação cardíaca e vascular, programas de exercícios supervisionados, educação sobre estilo de vida saudável e promoção de atividade física regular", afirma.

Publicidade

Atividade física como aliada pós-AVC

Além disso, a prática de exercícios traz benefícios também para a reabilitação pós-AVC. Entre os ganhos, o médico destaca a melhora da mobilidade, força muscular, equilíbrio, coordenação, função cardiovascular, bem-estar psicológico e qualidade de vida.

"No entanto, vale lembrar que existem recomendações específicas de atividade física para pacientes pós-AVC ou em alto risco", alerta o neurocirurgião.

Victor Hugo cita que é importante, por exemplo, exercícios aeróbicos de intensidade moderada a vigorosa, de fortalecimento muscular, de equilíbrio e flexibilidade. Todos eles devem se adaptar às capacidades individuais e ter supervisão de profissionais de saúde.

Abandonando o sedentarismo

Muitas pessoas atribuem a falta de atividade física à rotina agitada. No entanto, a cirurgiã vascular Dra. Cristienne Souza  adverte que essa prática pode desencadear problemas graves de saúde vascular que poderiam ser evitados com a prática regular de exercícios. 

A médica ressalta que é possível incorporar a atividade física de diversas maneiras, desde ir a pé ou de bicicleta para a escola até a prática de esportes formais. 

Publicidade

Além de ser divertida, ela também desempenha um papel crucial na redução do risco de várias doenças. "A atividade física ajuda a queimar calorias, controlar a pressão arterial e manter o fluxo de sangue preservado", reforça a especialista.

Nesse sentido, atividades como corridas e caminhadas são especialmente recomendadas para manter o sistema circulatório saudável. "Essas atividades auxiliam no funcionamento correto do sistema circulatório, aumentando o fluxo sanguíneo e melhorando a circulação", diz Cristienne.

Ela enfatiza que a movimentação dos membros, principalmente inferiores, estimula o retorno do sangue venoso ao coração, fortalecendo as paredes dos vasos sanguíneos e reduzindo drasticamente o risco de desenvolvimento de doenças vasculares.

Prevenção de doenças vasculares

A cirurgiã vascular dá algumas dicas para prevenir doenças vasculares. Confira:

  • Mantenha um estilo de vida ativo: Pratique atividades físicas regularmente, como caminhadas, natação ou ciclismo, para promover a circulação sanguínea e fortalecer os vasos sanguíneos.
  • Tenha uma dieta equilibrada: Consuma uma dieta rica em frutas, vegetais, grãos integrais e proteínas magras para manter os níveis de colesterol e pressão arterial sob controle.
  • Evite fumar: O tabagismo é um fator de risco significativo para o desenvolvimento de doenças vasculares. Parar de fumar ou evitar o tabagismo pode reduzir drasticamente esse risco.
  • Controle a pressão arterial: Mantenha a pressão arterial dentro dos limites saudáveis através de uma dieta balanceada, atividade física regular e, se necessário, medicação prescrita pelo médico.
  • Evite ficar muito tempo na mesma posição: Evite ficar sentado ou em pé por longos períodos sem se movimentar. Faça pausas para movimentar as pernas, especialmente durante viagens longas ou períodos prolongados de trabalho.

"Seguir essas dicas pode ajudar a prevenir doenças vasculares e manter a saúde vascular em boa condição", afirma a médica da clínica Venous.

Publicidade
Curtiu? Fique por dentro das principais notícias através do nosso ZAP
Inscreva-se