Operação conjunta entre Brigada Militar e Funai combate desmatamento em terra indígena

Fiscalização resulta em apreensões e notificações por ocupação ilegal e destruição de vegetação nativa

27 out 2023 - 11h16

Na última quinta-feira (26/10), o 3º Batalhão Ambiental da Brigada Militar, em parceria com a Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai), conduziu uma operação conjunta para combater o desmatamento e a ocupação ilegal de não-indígenas no território da Terra Indígena de Nonoai, abrangendo os municípios de Nonoai, Planalto, Rio dos Índios e Gramado dos Loureiros.

Foto: Comunicação Social 3º BABM / Porto Alegre 24 horas

Utilizando alertas emitidos pela plataforma Mapbiomas, as equipes constataram a supressão de vegetação nativa, incluindo espécies como Cedro, Açoita-cavalo, Canela, Rabo-de-bugio, Sete-capotes e Fumeiro-bravo, pertencentes ao Bioma Mata Atlântica. Quatro áreas distintas dentro da Terra Indígena Nonoai foram fiscalizadas, revelando uma destruição total de 58.000 metros quadrados de vegetação nativa.

Publicidade

Durante a fiscalização, os policiais militares flagraram uma máquina escavadeira hidráulica operando ilegalmente para extrair pedras de cascalho, sem autorização dos órgãos ambientais competentes. Em resposta a esses crimes ambientais, foi elaborado um Boletim de Ocorrência Policial e realizada a apreensão da escavadeira, além de caminhões utilizados para o transporte das pedras.

Um indivíduo não-indígena foi notificado para deixar a área, visto que apenas o povo originário tem permissão para permanecer na região, de acordo com a legislação vigente. A operação conjunta destaca os esforços das autoridades para preservar o território indígena, combatendo atividades ilegais que ameaçam o meio ambiente e os direitos das comunidades tradicionais.

Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações