Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Klara Castanho revela que engravidou após estupro e deu bebê à adoção

Atriz de 21 anos fez relato comovente nas redes sociais neste sábado, 25

25 jun 2022 - 20h54
(atualizado às 20h59)
Compartilhar
A atriz Klara Castanho, de 21 anos, revelou em carta aberta no Instagram que foi vítima de violência sexual
A atriz Klara Castanho, de 21 anos, revelou em carta aberta no Instagram que foi vítima de violência sexual
Foto: @klarafgcastanho / Reprodução/Instagram

A atriz Klara Castanho, de 21 anos, rompeu o silêncio após o seu nome figurar entre os mais comentandos nas redes sociais neste sábado, 25. A ex-estrela mirim revelou que engravidou após um estupro e entregou o bebê para a adoção. 



No relato, Klara explica que só descobriu a gestação no final e, por isso, optou por dar o bebê à adoção. Assim como muitas vítimas, ela também não procurou a polícia por sentir "vergonha" e "culpa".



"Esse é o relato mais difícil da minha vida. Pensei que levaria essa dor e esse peso somente comigo. Sempre mantive a minha vida afetiva privada [...] No entanto, não posso silenciar ao ver pessoas conspirando e criando versões sobre uma violência repulsiva e de um trauma que sori. Fui estuprada", contou a atriz.  



A artista ainda chegou a tomar pílula do dia seguinte, mas o medicamento não funcionou e ela descobriu a gestação apenas durante a realização de um exame de imagem. "Eu estava quase no término da gestação quando eu soube. Foi um choque. Meu mundo caiu. Meu ciclo menstrual estava normal, meu corpo também. Eu não tinha ganhado peso e nem barriga", relatou. 

Segundo Klaran, a descoberta provocou um novo trauma: "O médico não teve nenhuma empatia por mim. Eu não era uma mulher que estava grávida por vontade e desejo, eu tinha sofrido uma violência. E mesmo assim esse profissional me obrifou a ouvir o coração da criança, disse que 50% do DNA eram meus e que eu seria obrigada a amá-lo."

Publicidade

Ao final, ela ainda justificou a decisão. "A criança merece ser criada por uma família amorosa [...] ela não precisa saber que foi fruto de uma violência cruel". 

Veja o relato na íntegra:

 

Fonte: Redação Terra
Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações