Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Conheça 5 trabalhos de Linn da Quebrada, do BBB22

A artista ganha destaque no mundo musical, mas também fez projetos televisivos

18 jan 2022 16h41
| atualizado em 20/1/2022 às 15h47
Compartilhar
Apaixonada pela vida de artista desde criança, Linn começou a carreira em 2016
Apaixonada pela vida de artista desde criança, Linn começou a carreira em 2016
Foto: Instagram/@linndaquebrada / Famosos e Celebridades

Com o início da nova edição do Big Brother Brasil, o público passa a acompanhar de perto os participantes selecionados. O primeiro dia do BBB22 foi ao ar nesta segunda-feira (17) e ficou marcado pela entrada do pessoal na casa mais vigiada do país. Por outro lado, não foram todos que passaram pela porta.

Acontece que três participantes do "Camarote", que é formado pelas celebridades convidadas, testaram positivo para o Coronavírus durante o isolamento prévio. Junto a Jade Picon e Arthur Aguiar, Linn da Quebrada é a terceira artista a receber o diagnóstico. O público, que já estava bastante ansioso para vê-la na casa, vai ter que esperar até quinta-feira (20), quando entra oficialmente.

Publicidade

Para quem não sabe, Linn é atriz, cantora e compositora, que vem se fortalecendo no mundo da música e televisão nos últimos anos. Aos 22 anos, ela já produziu álbum, documentário e até já marcou presença no Rock In Rio. Venha conferir cinco trabalhos da artista.

"Pajubá", seu primeiro álbum musical

 

A artista deu os primeiros passos no mundo da música em 2016, quando começou a lançar seus trabalhos autorais. "Enviadescer", "Talento", "Bixa Preta" e "Mulher" foram as canções que marcaram esse começo. Com o enaltecimento do público e da crítica, ela lançou seu primeiro álbum de estúdio no ano seguinte.

"Pajubá" carrega 14 faixas e deixou claro o estilo musical de Linn. A proposta da artista é produzir músicas contagiantes e animadas, mas que também tragam uma mensagem para ser refletida.

Publicidade

O longa documental "Bixa Travesty"

Ainda nesse começo, Linn participou do documentário "Meu Corpo é Político", conduzido por Alice Riff. A produção acompanha a vida de quatro militantes LGBTQIAP+, sendo Linn uma delas. Mas esse não foi o único projeto documental que ela participou.

Em 2018, a artista protagonizou o longa "Bixa Travesty", que mostra sua luta contra a discriminação, algo que enfrenta durante a vida toda. São situações que aconteciam dentro e fora de casa, por sua família ser extremamente religiosa. O documentário foi muito elogiado e ganhou o prêmio Teddy Award de Melhor Documentário LGBT.

Publicidade

Apresentou o programa "TransMissão", no Canal Brasil

Linn também já marcou presença no ramo televisivo. No ano de 2019, ela passou a apresentar o programa "TransMissão", ao lado da cantora Jup do Bairro. Em formato de talk-show, foi o primeiro programa apresentado por uma pessoa trans no Brasil e colocou em pauta assuntos relacionados a gênero, sexo e raça de um jeito descontraído.

Estrelou na série "Segunda Chamada", na TV Globo

Publicidade

A artista fez sua estreia na TV Globo a partir da série "Segunda Chamada", protagonizada por Débora Bloch. Na trama, Linn deu vida a travesti Natasha, uma jovem que realizou diversos discursos sobre transfobia, pressão social e, principalmente, sobre disputa de território. Esse último faz jus a pressão envolvida em ser uma minoria em um ambiente predominantemente formado por homens héteros.

"Trava Línguas", seu segundo álbum de estúdio

O mais recente dessa lista é o "Trava Línguas", seu segundo álbum musical. Lançado em 2021, o disco fortaleceu o status de Linn como uma das principais artistas da música nacional hoje em dia. Durante a tracklist de 11 faixas, ela entrega músicas animadas e que debatem sobre assuntos muito além dos relevantes para mulheres trans e travestir. As letras falam sobre identidade, sexualidade, preconceito, machismo, assédio e abuso sexual.

Publicidade
Fique por dentro das principais notícias de Entretenimento
Ativar notificações