PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

3 livros acessíveis sobre veganismo que você precisa ler

Atualmente temos diversas formas para nos informar, mas os livros ainda são ferramentas fundamentais na construção do conhecimento.

3 mai 2023 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Vegano Periférico

Na era das redes sociais e dos vídeos, ler pode parecer algo ultrapassado, mas os livros nos ajudam a nortear nossas condutas, nos mostram novos mundos, ideias e provocam uma série de reflexões, capazes de mudar nossa perspectiva e nos tirar da nossa zona de conforto. Quando mergulhamos em um livro, a nossa mente é envolvida de uma forma que altera profundamente muito do que temos como certo. É um poder único.

Hoje em dia, não é tão comum se informar por livros, mas é inegável o quão importante e enriquecedor é ler um excelente livro sobre um tema que nos interessa. Para se aprofundar em um assunto não existe melhor caminho, por isso, trouxemos 3 livros que abordam a cultura do consumo de origem animal, que já lemos e recomendamos de olhos fechados. São livros excelentes para entender a importância do movimento vegano no mundo todo.

Animais como pessoas

A Abordagem Abolicionista de Gary L. Francione
A Abordagem Abolicionista de Gary L. Francione
Foto: Paco Editorial

O livro Animais Como Pessoas foi escrito por Gabriel Garmendia da Trindade. O livro aborda a questão animal no âmbito da filosofia e da ética aplicada. Contrastando a perspectiva filosófica em relação aos animais de Gary L. Francione com a de diversos outros agentes como, por exemplo, Peter Singer, Tom Regan, Immanuel Kant, Jeremy Bentham, entre outros.

É um livro com reflexões filosóficas profundas em relação à ética e a forma com a qual tratamos os animais. Este livro é fundamental para todos nós que fomos criados numa cultura completamente especista e que não considera os animais como sendo passivos de respeito, dignidade e justiça.

São reflexões filosóficas, mas não confunda com ideias abstratas, utopias, ou coisas do tipo. As ideias são profundas e tocam no cerne da questão animal, que é justamente essa relação que nós humanos temos com outras espécies, e o impacto que isso tem. A leitura é indispensável. Creio que irá refletir muito sobre como enxergamos os animais em nossa sociedade a partir dessa leitura.

A Política Sexual da Carne

A política sexual da carne: Uma teoria crítica feminista-vegetariana
A política sexual da carne: Uma teoria crítica feminista-vegetariana
Foto: ALAÚDE

Para nós, principalmente homens, ler esse livro foi fundamental, e é sem dúvida o mais interessante. O livro A Política Sexual da Carne foi escrito em meados da década de 1990 pela escritora e ativista Carol J. Adams e publicado pela 'Continuum'. O conteúdo do livro é magnífico, nos provocou uma série de reflexões acerca do consumo de carne, da objetificação da mulher.

É uma abordagem fantástica, que demonstra de forma clara como o consumo de carne está atrelado ao machismo, e como as mulheres são vistas como pedaços de carne.

O livro é repartido em duas partes, a primeira a Carol trouxe reflexões de maneira aberta, com exemplos cotidianos e questionamentos sobre o referente ausente. A segunda parte do livro é mais literária. Ao nosso ver, a primeira parte é mais instigante e interessante, mas os trechos que abordam a literatura vegetariana também são muito importantes.

Você deve estar se perguntando o que é o referente ausente. Vamos dar um 'spoiler'. A Carol vai mencionar que quando o animal está no prato desfigurado, sem feições e expressões, como um mero alimento, o animal se torna um referente ausente. No livro, ela aprofunda essa ideia, com uma escrita que dá gosto de ler.

Libertação Animal

Libertação animal: O clássico definitivo sobre o movimento pelos direitos dos animais
Libertação animal: O clássico definitivo sobre o movimento pelos direitos dos animais
Foto: WMF Martins Fontes

A maioria dos ativistas que luta pelo fim da exploração animal, faz ressalvas ao indicá-lo. Peter Singer é utilitarista, ou seja, em algumas partes do livro acaba sendo um pouco especista em suas conclusões.

No entanto, isso não anula a obra, e sua contribuição para a libertação animal é imprescindível. Libertação animal é um livro publicado originalmente em 1975 pelo filosofo australiano Peter Singer, a partir de um ponto de vista ético, aborda a crueldade e exploração contra animais em todos os âmbitos. O livro traz reflexões práticas e filosóficas em todas as passagens, são análises e conclusões atuais, carregados de informações importantes. Apesar de Peter Singer ser um professor, filósofo e intelectual, a sua escrita é acessível e de fácil compreensão.

Se liga: 

Em breve vamos postar mais livros e documentários para você conhecer cada vez mais o veganismo e suas infinitas possibilidades.

Vegano Periférico Leonardo e Eduardo dos Santos são irmãos gêmeos, nascidos e criados na periferia de Campinas, interior de São Paulo. São midiativistas da Vegano Periférico, um movimento e coletivo que começou como uma conta do Instagram em outubro de 2017. Atuam pelos direitos humanos e direitos animais por meio da luta inclusiva e acessível, e nos seus canais de comunicação abordam temas como autonomia alimentar, reforma agrária, justiça social e meio ambiente.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade