PUBLICIDADE
Patrocínio Logo do patrocinador

Não é só a pele: raios UV e UVB podem prejudicar a visão 

Conheça algumas dicas e saiba mais sobre como se proteger, especialmente no verão

13 jan 2024 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: iStock

A chegada do verão traz consigo temperaturas elevadas, mais tempo ao sol e momentos divertidos na piscina ou na praia. Durante essa temporada, é crucial intensificar os cuidados com o corpo, a pele e, especialmente, a visão, pois os olhos ficam mais suscetíveis aos raios ultravioletas.

Os raios ultravioletas podem prejudicar seriamente a sua visão e para se proteger, é aconselhável seguir algumas dicas que contribuem com a saúde dos olhos durante os dias quentes de verão.

Celso Cunha, médico oftalmologista e consultor da HOYA Brasil, recomenda a utilização de óculos solares ou lentes fotossensíveis, para preservar a visão e evitar a exposição direta dos olhos aos raios UVA e UVB. 

“Também o uso de bonés, evitar a exposição solar e a prática de atividades expostas diretamente ao sol entre as 10h e 14h, além de hidratação contínua”, diz o especialista.

De acordo com o oftalmologista, a melhor maneira de se proteger contra os raios ultravioletas é usando óculos de sol com proteção UVA e UVB ou com lentes fotossensíveis. O ideal é escolher um modelo com 95% a 100% de proteção. 

Outra indicação são as lentes polarizadas, que oferecem 100% de proteção independentemente do material, bloqueiam os raios de luz posicionados no eixo horizontal e deixam passar apenas os verticais, melhorando a sensação de ofuscamento das lentes.

O que são raios UV?

O sol emite luz ao nosso planeta em formato de ondas eletromagnéticas, transportando quantidades variáveis de energia que dependem da frequência. Cada frequência gera uma cor, sendo a violeta, a maior que a visão é capaz de enxergar.

Quando essa frequência excede à violeta, é considerada ultravioleta, correspondente a 10% de toda a luz que atinge a Terra. Os raios solares de frequência elevada são extremamente nocivos à nossa saúde, podendo causar câncer de pele e problemas de visão, por exemplo.

8 cuidados ao praticar atividade física nos dias quentes 8 cuidados ao praticar atividade física nos dias quentes

Os tipos de raios UV são divididos em:

Raios UVA: considerados os mais nocivos, pois têm alta capacidade de penetração no organismo. Estão presentes em 95% de toda radiação solar à qual estamos expostos. Podem causar envelhecimento precoce, câncer, catarata e degeneração macular.

Raios UVB: correspondem a 5% da radiação solar, apresentam efeitos mais superficiais e provocam entre outros sintomas, vermelhidão e queimaduras na pele e nos olhos.

Como a radiação UV prejudica a visão?

A exposição dos olhos ao alto nível de radiação causa envelhecimento e degrada as superfícies com a qual tem contato. Os danos causados aos olhos podem levar anos para se manifestarem e tornarem perceptíveis. E, por esse motivo, a exposição aos raios UV sem proteção é tão perigosa, pois não percebemos os problemas causados imediatamente.

Entre as principais doenças nos olhos causadas pelos raios UV, podemos destacar: 

Degeneração macular: provoca a perda de visão em pessoas idosas e é uma das causas mais frequentes de cegueira no mundo;

Queimaduras na córnea: assim como queimam a pele, os raios solares também causam queimaduras nas córneas, causando dor e perda temporária da visão;

Pterígio: conhecida também como carne crescida, trata-se de uma espécie de membrana fibrosa que se desenvolve na parte branca dos olhos e vai em direção à córnea;

Catarata: opacidade do cristalino, parte do olho responsável por filtrar e focar os raios de luz. É a maior causa de cegueira no mundo.

“Cabe lembrar ainda que as visitas ao especialista são essenciais para garantir a saúde dos olhos e diagnosticar precocemente possíveis problemas de visão”, conclui o médico.

Fonte: Redação Terra Você
Compartilhar
Publicidade
Publicidade