PUBLICIDADE
Patrocínio Logo do patrocinador

5 locais dentro e fora das cidades para mergulhar na cultura indígena

Visitas a museus, fortes e aldeias são oportunidades excelentes para agitar o seu verão

3 fev 2024 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Vivencie de perto os costumes, tradições e sabedorias transmitidas ao longo de gerações
Vivencie de perto os costumes, tradições e sabedorias transmitidas ao longo de gerações
Foto: iStock: Renata Angerami

Dentro e fora das cidades, há um roteiro repleto de experiências para mergulhar em culturas indígenas. Elas vão desde imersões em aldeias tradicionais até visitas a museus e outros espaços que contam histórias de povos indígenas.

Espalhados por diversos estados, os passeios dão a oportunidade de vivenciar de perto costumes, tradições e sabedorias transmitidas ao longo de gerações, promovendo a preservação da cultura indígena. Confira algumas sugestões a seguir:

Maior terra indígena do Brasil: conheça os povos Yanomami Maior terra indígena do Brasil: conheça os povos Yanomami

Forte São João

O Forte São João, que está localizado em Bertioga, no Parque dos Tupiniquins, em São Paulo, é um espaço que narra a história do Brasil por meio de múltiplas perspectivas. Nele, encontram-se artefatos pertencentes a diversos povos indígenas da região, que se destacam por seu papel nas guerras entre os Tupiniquins, aliados dos portugueses, e os Tupinambás, influenciados pelos franceses, que habitavam a área entre Bertioga e Ubatuba.

A arquitetura do Forte apresenta um desenho em forma de polígono retangular, com torres nas extremidades e um terraço, atualmente utilizado como mirante para os visitantes. O Forte São João abriga um coleção diversificada de artefatos, como quadros, esculturas e armaduras de guerra.

Erguido em 1536, a construção foi inicialmente feita com madeira. Entre 1551 e 1553, a instalação foi reconstruída em alvenaria conforme as diretrizes da coroa portuguesa, consolidando-se como uma fortificação estratégica para proteger e expandir o domínio português na região. Sua função era tanto defender contra ataques dos povos indígenas Tupinambás locais quanto resistir a eventuais invasões de outros europeus. 

Museu da Língua Portuguesa

Bem no coração da cidade de São Paulo, o Museu da Língua Portuguesa está localizado no edifício da Estação da Luz e destaca-se por sua exposição principal, que explora a história, as influências e o papel essencial da língua portuguesa, falada por 260 milhões de pessoas ao redor do mundo. 

Na exposição, os visitantes têm a oportunidade de apreciar a sonoridade de 23 línguas cuidadosamente selecionadas por sua conexão com o Brasil, algumas delas sendo línguas de povos originários e outras trazidas por meio da imigração. 

Por que não se deve falar "tribo" indígena Por que não se deve falar "tribo" indígena

Museu do Ipiranga

O Museu do Ipiranga, que fica no bairro de mesmo nome na cidade de São Paulo, tem uma variedade de exposições, tanto temporárias quanto de longa duração.

Na exposição “Territórios em Disputa”, por exemplo, são retratados eventos que moldaram o território brasileiro e os conflitos entre diferentes grupos como portugueses, indígenas, espanhóis, franceses e holandeses durante o período de colonização. 

A exposição apresenta mapas e artefatos da época, que mostram a invasão de territórios, a destruição de aldeias e as consequências devastadoras dessas ações, incluindo mortes e a escravização dos povos indígenas.

Hotéis na Amazônia

Para explorar a cultura e os conhecimentos locais, opte por hospedar-se em hotéis localizados na selva amazônica. Muitos desses locais oferecem pacotes que incluem guias turísticos, eventos culturais e visitas a aldeias indígenas. Uma imersão genuína na cultura de povos tradicionais. 

Aldeias Indígenas

É frequente que visitantes de outras regiões busquem conhecer de perto a cultura indígena, incluindo visitas a aldeias. Em Caraíva, na Bahia, turistas e moradores locais podem explorar aldeias como Imbiriba e Barra Velha, onde residem famílias da comunidade indígena Pataxó. 

Em Manaus, há a oportunidade de visitar diversas comunidades indígenas, como Cipiá, Tatuyo, Diakuru e Tuyuka, todas parte do Plano de Ordenamento Turístico da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas. Durante essas visitas, os turistas podem explorar trilhas e conhecer - e provar - a culinária local. 

9 celebridades que lutam pela Amazônia e pela causa indígena 9 celebridades que lutam pela Amazônia e pela causa indígena

Fonte: Redação Nós
Compartilhar
Publicidade
Publicidade