Um giro por Fernando de Noronha

24 jan 2019
09h00
atualizado em 30/1/2019 às 17h20
  • separator
  • 6
  • comentários

Essa é a história da Vivian e do Marcão, que embarcaram numa viagem linda para Fernando de Noronha…voltaram encantados, revigorados, agradecidos e com fotos incríveis!

Confere as dicas deles aí no post!

Foto: Arquivo Pessoal

O Marcão e eu fomos para Fernando de Noronha em janeiro, época de temporada e ondas gigantes em algumas praias, algo que pode parecer ruim, mas é animal pra quem gosta de surfar!

No primeiro dia fizemos o ilhatour – aquele tour completo pela ilha – com o guia Pedro, morador local, que conhece a ilha como a palma da mão. Ele nos levou para um passeio incrível, por várias praias e cantinhos especiais e terminamos o dia curtindo o pôr do sol no Boldro, um morro maravilhoso, com uma vista sensacional.

Foi muito bom fazer o passeio desta forma, o tour foi praticamente privado e o Pedro sabia o melhor momento de visitar cada praia para que fizéssemos o mergulho de snorkel. Existem algumas empresas que fazem esse ilhatour para grupos, porém desta forma nosso tour foi exclusivo, algo que recomendamos suuuper…fizemos o passeio no nosso tempo, sem correria.

Dentro do mar ele levava uma boia, nós nos segurávamos e ele ia, literalmente, nos rebocando. O cara é um peixe, via os animais de longe e nos levava até os melhores lugares para ver espécies incríveis, principalmente tubarão…sim, tubarão!

Foto: Arquivo Pessoal

Eu morro de medo de tubarão, tenho pavor só em pensar que de repente pode aparecer um que não devia estar! E sim, adivinha…a primeira praia que fomos foi a Praia do Leão e assim que entramos, do lado esquerdo, tinha um cardume de sardinhas…super lindo mas, de repente, quando estava entrando para nadar com o Pedro, veio uma onda e no meio dela uma sombra preta gigante…sim era uma família de tubarões limão que estavam passando por ali para almoçar! #medo, traveiiii e comecei a chorar rsrsrs. 

Mas passou, me distrai vendo tantos peixes lindos, um mundo tão vivo debaixo d’água, que até esqueci dos tubarões que estavam ali bem pertinho de mim!

Outro passeio que gostamos muitoooooo foi o aquasub, um passeio de barco em que entramos no mar, seguramos uma pranchinha e o barco nos reboca. É lindo…com snorkel vamos observando a vida marinha, alguns peixes vão nos acompanhando, já vi casos de até arraias irem acompanhando junto. Geralmente é um passeio de meio dia e escolhemos um pacote com almoço no barco. Foi irado! Além de fazer o aquasub, os caras nos levaram até a praia do Sancho, que já foi eleita a praia mais linda do mundo, e mergulhamos por lá também! Esse passeio é incrível!

Foto: Arquivo Pessoal

A praia do Cacimba do Padre, na época em que fomos era a praia do surf, muito boa e linda, com o Morro Dois Irmãos ao fundo…aff é perfeito!!

Nesta praia tem um restaurante bem simples, mas indispensável comer o peixe na folha de bananeira, fomos duas vezes lá… maravilhosooooooo! 
Do ladinho dessa praia tem a Baia dos Porcos, a minha preferida em beleza! Estava com muitas ondas, mas o Marcão mergulhou e nadou juntinho com as tartarugas. Em determinada hora do dia, a maré sobe e ficam somente as pedras…toda areia some. É perfeito!

Na praia do Sueste, vimos milhares de peixes, tubarões, tartarugas e arraias, muitos mesmo! É uma das praias mais procuradas para mergulho e em alguns dias da semana os pesquisadores resgatam tartarugas para examinar. Se conseguir, veja o horário em que acontece, porque é bem legal de se ver!

A Praia do Porto é demais! Neste mar azulzinho e tranquilo fizemos um mergulho com cilindro, vimos duas embarcações naufragadas e muitos peixes, uma experiência incrível e linda demais!

A trilha da Praia da Atalaia é longa, mas muitoooo fera! Leva metade do dia, tem que ir de tênis e não pode usar protetor solar, a recomendação é usar blusas com proteção solar. Ao chegar na praia você mergulhará num pequeno aquário natural, com vários filhotes ded animais marinhos. Sensacional!

A Praia do Cachorro tem o Buraco do Galego e o passeio aqui é pular da pedra pra dentro do buraco…animal!!! Rsrsrs

Foto: Arquivo Pessoal

A praia que mais ficamos para curtir e ficar de boa foi a da Conceição – linda como todas as outras, mas com uma estrutura melhor.
Óbvio, não podíamos deixar de ir no Festival do Zé Maria – um festival gastronômico que serve um banquete maravilhosos com frutos do mar fresquinhos. É algo fora do comum, o cara é demais! Digamos que ele é “o cara” na ilha… hehe!! ATENÇÃO: faça a reserva uns 3 meses de antecedência porque é bem procurado e cheio.

Um restaurante que amamos foi o Cacimba Bistrô, meu Deus como amei esse lugar! Um macarrão de frutos do mar delicioso, sem contar que era super descolado, cheio de artistas, e ficava do lado do nosso hotel!

Gostamos muito também do Varanda, um dos melhores restaurantes da ilha. Falam muito bem da paella, mas acabamos escolhendo outro prato.
Dica: alugue um bugue bom – de qualidade mesmo. É caro, mas vale a pena, as praias são relativamente longe e as vias são cheias de buracos e pedras! Se for durante a temporada, o ideal é reservar com antecedência.

Foi uma viagem incrível e maravilhosa. Recomendo e quero voltar!

Foto: Arquivo Pessoal

Veja também:

 

Viagem de Família
  • separator
  • 6
  • comentários
publicidade