PUBLICIDADE

Aproveite cinco dias em Amsterdã com cerveja, bike e mercado

4 dez 2014 - 09h00
Compartilhar
Exibir comentários
Amsterdã é mundialmente conhecida pelos canais que permeiam a cidade
Amsterdã é mundialmente conhecida pelos canais que permeiam a cidade
Foto: Getty Images

Amsterdã é mundialmente conhecida pelos canais que permeiam a cidade, pelo trânsito intenso de bicicletas, pelo colorido das flores e pelo espírito livre de seus moradores e visitantes. Cinco dias é tempo suficiente para experimentar o que a compacta capital holandesa tem de melhor, mas é importante se organizar. Confira abaixo dicas imperdíveis para aproveitar bem a cidade. 

Dia 1 - Aproveite os museus da cidade

A Praça dos Museus é um ponto turístico por si só
A Praça dos Museus é um ponto turístico por si só
Foto: Ivica Drusany / Shutterstock

Como toda grande cidade europeia, Amsterdã tem como ponto forte seus museus. Na capital holandesa, os três principais estão reunidos em torno da Museumplein - a Praça dos Museus. Você pode começar o dia pelo maior e mais tradicional, o Rijksmuseum, que foi reinaugurado em 2013 depois de uma década fechado para reformas. Focado em arte e história, ele abriga um acervo que inclui mestres holandeses como Rembrandt e Vermeer. Se a fome bater na saída, o restaurante do museu tem boas opções de pratos leves como saladas e sanduíches. Antes de seguir para o próximo museu, admire a fachada do prédio, inaugurado em 1885, e seus jardins, que recebe exposições temporárias. Se não resistir a uma clássica foto de viagem, também é hora de posar no letreiro I Amsterdam, que fica em frente ao Rijks. 

Pertinho dali está o Museu Van Gogh, sempre com longas filas na entrada. Para não ter de esperar como todo mundo, a dica é comprar o ingresso pela internet e agendar para um horário menos cheio - depois das 16h pode ser uma boa, se for na sexta, ele fica aberto até 22h e a noite é a melhor pedida. Caso queira comprar presentes com estampas de obras do pintor, a loja que fica dentro do museu tem mais variedade do que a localizada na praça. Para fechar a programação cultural em torno da Museumplain, o Stedelijk, de arte moderna e design, é bem menos concorrido e pode ser apreciado com mais calma. No jantar, o restaurante do museu é badalado - dependendo do dia, pode rolar até uma festinha por ali. Se preferir refeições mais frugais, faça como os holandeses e compre uma saladinha no supermercado Albert Heijn e coma sentado na grama. 

Dia 2 - Curta os canais da cidade

Os passeios de barco são tradicionais
Os passeios de barco são tradicionais
Foto: Shutterstock

Não é exagero quando dizem que são tantos canais por toda Amsterdã que você corre o risco constante de se perder. A água é um elemento constante nas ruas parecidas da cidade e uma de suas principais atrações. Nas estações mais quentes do ano, há até competições de natação nos canais, que atrai esportistas de todas as idades. Mas se você não é um nadador e não pretende se aventurar dando umas braçadas, há uma série de opções de passeios de barco. Você pode escolher um ou mais para conhecer a cidade por outro ponto de vista. 

Os passeios mais tradicionais duram cerca de uma hora e podem ter diferentes rotas, saindo da frente da Centraal Station ou da Leidseplein. Os barcos são confortáveis e cobertos, protegidos de frio ou chuva. Para quem prefere fazer boas fotos durante o passeio, melhor escolher um com área externa. Quase todos oferecem áudio em mais de 10 línguas, inclusive português. No cardápio de passeios, há opções de viagens noturnas, com jantar romântico incluído e até um dia inteiro provando cervejas e vinhos dentro de um barco. 

Outro passeio interessante é pegar uma balsa gratuita que sai de trás da Centraal Station e cruzar o lago IJ. Na outra margem, fica o exótico prédio do EYE Film Institute e o Oeverpark, além de uma bela vista para o centro da cidade.

Dia 3 - Aventure-se com o meio de transporte símbolo do país

A Praça dos Museus é um ponto turístico por si só
A Praça dos Museus é um ponto turístico por si só
Foto: Shutterstock

Poucas atividades fazem um turista se sentir mais próximo de um morador de Amsterdã do que andar de bicicleta pela cidade. Dotada de ciclovias em todos os bairros, a capital holandesa tem mais bicicletas do que carros rodando e tem orgulho disso. Para encarar o tráfego de bikes na hora do rush, é preciso ser um ciclista mais experiente e conhecer um pouco da geografia da cidade - cuidado para não se perder com tantos canais! -, mas uma saída é alugar uma e pedalar em algum dos tantos parques da cidade. O maios famoso é o Vondelpark, que fica próximo à Museumplain e à Leidseplein, ponto central do turismo de Amsterdã. 

No Vondelpark, você vai encontrar laguinhos com patos, fontes, jardins, obras de arte em pleno gramado, cafés, restaurante e até um hostel. Se der fome durante o passeio, a antiga 't Blauwe Theehuis (A Casa Azul de Chá) abriga um bar e restaurante no meio do parque. Você pode estacionar sua bike do lado de fora e depois continuar o passeio. Para fechar o dia, a Leidseplein fica pertinho dali e reúne bares, restaurantes e lojas para todos os gostos.

Dia 4 - Feiras de rua atraem multidões

Flores, antiguidades e comidas de diferentes partes do mundo estão nas feiras
Flores, antiguidades e comidas de diferentes partes do mundo estão nas feiras
Foto: Shutterstock

Os mercados e feiras de rua são outro ponto forte de Amsterdã. O maior e mais tradicional é o Albert Cuyp Markt, no bairro De Pijp. Em qualquer dia da semana, é possível encontrar lá comida de diferentes regiões do mundo, pães, queijos, bebidas, tecidos, roupas, produtos de beleza, equipamentos de bicicleta e muito mais. Também é ponto de encontro de artistas de rua e palco de eventos como bazares e festivais gastronômicos. Dependendo do horário e do dia, a lotação pode tornar um pouco cansativo passear entra as bancas. Se cansar da muvuca ou não quiser comer em pé, basta andar entrar em alguma das ruas perpendiculares e escolher um dos muitos cafés ou restaurantes do bairro, um os mais badalados da cidade, para dar uma relaxada e saborear algo com mais calma. 

Outro mercado clássico de Amsterdã é o Flower Market, que vende flores e sementes - de tulipa, mas também outras espécies. Como não é permitido trazer na mala, algumas lojas oferecem entrega de bulbos e sementes em outros países, a preços salgados. Mercado de pulgas mais antigo da cidade, o Waterloopleinmarkt fica aberto de segunda a sábado e tem muitas opções de roupas e antiguidades. Na área central, o Nieuwmarkt acontece ao lado das torres medievais De Waag, perto do Red Light District e de Chinatown.

Dia 5 - Diversas opções para os cervejeiros de plantão

Museu de Heineken é uma das atrações para os apreciadores da bebida
Museu de Heineken é uma das atrações para os apreciadores da bebida
Foto: Shutterstock

Apreciadores de cerveja têm muito o que experimentar em Amsterdã. Terra da internacionalmente famosa Heineken, a cidade também abriga pequenas cervejarias e pubs dedicados à bebida local ou da vizinha Bélgica. No prédio onde funcionou a primeira fábrica da Heineken, construído em 1867, hoje fica um museu dedicado à cerveja, o Heineken Experience. Ao longo de quatro andares, o visitante faz um passeio pela história da cerveja, assiste a exibições interativas, aprende a tirar um chope e tem direito a degustação. 

Quem preferir uma experiência mais artesanal e local, cervejarias menores como a Browerij 't IJ têm uma variedade de rótulos com fabricação limitada. De sexta a domingo, a 't IJ oferece tours para visitantes, mas a qualquer dia da semana é possível tomar suas melhores cervejas em um jardim localizado à beira do IJ, embaixo de um simpático moinho de vento. No fim da tarde, encontre um lugar em uma das mesas compartilhadas do lado de fora e se sinta como um local tomando boa cerveja acompanhada de pequenas porções de petiscos. Se ainda tiver vontade de degustar boas cervejas à noite, a De Prael fica no centro, em um espaço com decoração caprichada e cardápio com pratos mais elaborados. Com mais opções de rótulos, inclusive de outras nacionalidades, o In de Wildeman é o bar preferido dos cervejeiros que visitam Amsterdã e fica pertinho da bagunça do centro, próximo à Centraal Station.

Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade