PUBLICIDADE

Nova Europa: conheça destinos alternativos às grandes cidades

O site CNN listou 10 destinos europeus que podem substituir locais como Londres, Paris e Barcelona

20 set 2013 - 07h34
(atualizado às 07h35)
Compartilhar
Exibir comentários

Londres, Paris, Roma e Barcelona são cidades incríveis, mas, para alguns viajantes, que já fizeram estes roteiros tradicionais várias vezes, já não são mais novidades. A boa notícia é que existem cidades europeias, ainda desconhecidas pelo grande turismo, que oferecem experiências novas e alternativas, preservando sua verdadeira identidade local. Confira os destinos da “Nova Europa”, segundo seleção do site CNN.

1. Bristol, a "nova Londres", Inglaterra

Cidade portuária do sudoeste da Inglaterra, Bristol compete com Londres como pólo cultural e deu ao país alguns de seus artistas mais reputados das últimas décadas, como o grafiteiro Banksy e as bandas Massive Attack e Portishead. Seu centro urbano contrasta com suas redondezas bucólicas onde se produz a tradicionar cidra local, e oferece muitos bares, restaurantes e uma boa vida noturna.

2. Marselha, a "nova Paris", França

Segunda maior cidade da França, Marselha é uma metrópole multicultural banhada pelo Mediterrâneo e que aproveita (à diferença de Paris) o sol da região sul do país. Os turistas que visitam Marselha encontram um destino charmoso com cartões-postais, como o Velho Porto e a Basílica de Notre Dame de La Garde, uma cena musical que inclui ritmos como o hip-hop e uma deliciosa gastronomia tradicional. Bem perto da cidade, encontram-se belezas naturais, como as Calanques de Cassis, imponentes penhascos que se estendem ao longo de 20 km, encontrando as águas turquesas do litoral.

3. Bolonha, a "nova Roma", Itália

Sem tantos turistas e com preços mais baixos, Bolonha oferece muitas das coisas que se encontram em Roma: construções antigas, um ambiente charmoso e uma excelente gastronomia, com ragu e sorvetes como principais especialidades. Sede da universidade mais antiga do mundo, a cidade  é também um importante destino cultural, com museus, como a Pinacoteca Nacional da Bolonha e o Museu de Arqueologia, além de marcos históricos, como a Basílica di San Domenico, que abriga pinturas de Michelangelo, e a Igreja do Santo Sepulcro, onde Pilatos teria lavado suas mãos.

4. Dresden, a "nova Berlim", Alemanha

Às margens do rio Elba, no oeste da Alemanha, Dresden tem uma atmosfera alternativa e boêmia, que ainda preserva um charme de anos antigos, diferente da modernidade de Berlim. O bairro de Neudstadt é um dos principais pontos turísticos culturais de Dresden, com tradicionais casinhas coloridas, bares e  museus.

5. Bilbao, a "nova Barcelona", Espanha

Nas últimas duas décadas, Bilbao se reinventou e passou de área industrial a centro cultural e gastronômico, que oferece uma agitada vida noturna. No litoral Atlântico do País Vasco Espanhol, Bilbao tem entre suas atrações o museu Guggenheim, com uma arquitetura futurista, o Museo de Bellas Artes, um belo casco antigo, e muitos bares com as tradicionalíssimas tapas, conhecidas como pintxos.

6. Utrecht, a "nova Amsterdã", Holanda

A apenas 30 minutos de trem da estação central de Amsterdã, Utrecht é uma pequena cidade universitária com o autêntico estilo holandês. Canais que recebem uma grande corrida de botes infláveis uma vez por ano, arquitetura charmosa, restaurantes tradicionais, bares animados e preços de refeições e hospedagem bem inferiores à principal cidade do país fazem parte dos atrativos de Utrecht.

<p>Heraclião, a "nova Atenas", Grécia</p>
Heraclião, a "nova Atenas", Grécia
Foto: Visit Greece
7. Heraclião, a "nova Atenas", Grécia

Capital e maior cidade da ilha de Creta, Heraclião combina belezas arqueológicas milenares, como o Palácio de Knossos, com acesso a belas praias e uma rica vida noturna e cultural. Fora da temporada da verão, quando a cidade recebe numerosos turistas, Heraclião é um destino bem mais tranquilo do que Atenas.

8. Brno, a "nova Praga", República Tcheca

Nos últimos anos, Praga se firmou como um dos principais destinos turísticos do leste europeu. Para quem quer curtir o charme da República Tcheca sem todo o burburinho dos turistas, Brno, segunda maior cidade do país, é uma boa opção. A 115 km da capital, o destino tem uma grande quantidade de construções históricas e belas catedrais que não devem nada às de Praga, além de bares com ótimas cervejas locais, tudo a preços econômicos.

9. Breslávia, a "nova Cracóvia", Polônia

Se a bela Cracóvia reserva algumas das principais belezas arquitetônicas da Polônia, a cidade da Breslávia, no sul do país, tem o mesmo tipo de atrações, mantendo-se intocada pelo turismo. Parques, museus e lojas fazem parte do roteiro, mas, especialmente à noite, o agito concentra-se em volta do mercado da praça principal.

10. Ostende, a "nova Bruxelas", Bélgica

Bruxelas oferece as vantagens de uma cidade grande, enquanto Ostende permite aproveitar dos tradicionais mexilhões com fritas e cerveja belga com vista para o Mar do Norte. Com uma boa oferta de bares, restaurantes e hotéis, a maior cidade litorânea do país tem praias ideais para curtir o sol do verão europeu.

Fonte: Andrés Bruzzone Comunicação Andrés Bruzzone Comunicação
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade