PUBLICIDADE

Com mais de 106 milhões de endereços, Brasil tem bairros que valem a visita

De bairros históricos a distritos moderninhos [...]

15 jun 2024 - 12h33
(atualizado em 18/6/2024 às 17h14)
Compartilhar
Exibir comentários

Com a divulgação recente de dados relacionados aos endereços no Brasil, a gente passou a conhecer melhor o próprio lugar onde mora.

De acordo com o CNEFE (Cadastro Nacional de Endereços para Fins Estatísticos) do IBGE, o país tem 106.814.877 endereços diferentes. Mais de 24 milhões deles sem número, a maioria em Goiás (2,46 milhões); e 2,7 milhões sem nome (314,5 mil só na Bahia).

"O endereço é também um indicador de cidadania. Isso significa que o cidadão que vive em um endereço sem número ou em uma rua ou avenida sem denominação está sofrendo algum tipo de déficit na sua cidadania", analisa Eduardo Baptista, gerente do CNEFE.

Foto: Rogério Cassimiro/MTUR / Viagem em Pauta

Mas nesse mundo de CEPs, certos bairros brasileiros funcionam como um atrativo turístico em si e, em alguns casos, são mais populares do que a própria cidade em que estão localizados.

De bairros históricos a distritos moderninhos, confira lista da Booking.com de bairros brasileiros imperdíveis que você pode incluir em seu roteiro turístico, em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Goiânia e Belo Horizonte.

 

Bairros no Brasil que valem a visita

* com informações da Booking.com

Ponta Negra

(Manaus / AM)

Às margens do Rio Negro, na zona oeste da cidade, esse é um dos bairros mais conhecidos da capital do Amazonas, equipado com calçadão, quadras esportivas, anfiteatro para shows, cena gastronômica e praia urbana.

Segundo a prefeitura da cidade, a região vem se firmando como polo esportivo, cultural e de lazer. Só em 2023, o complexo turístico Ponta Negra autorizou 163 eventos no espaço, entre eles, o show pirotécnico de 10 minutos, no maior réveillon do Norte do Brasil.

Ponta Negra
Ponta Negra
Foto: Creative Commons / Viagem em Pauta

Atalaia

(Aracaju / SE)

A imagem mais conhecida desse bairro nobre da zona sul é a Passarela do Caranguejo, que abriga centro gastronômico com restaurantes de frutos do mar e vida noturna animada.

O bairro da capital sergipana tem também ciclovias ao longo da orla, diversas opções de lazer e, claro, a Praia de Atalaia, de águas calmas e extensa faixa de areia.

Atalaia abriga ainda o Oceanário, onde o Projeto Tamar mantém o primeiro oceanário do Nordeste e recebe o público com mais de 50 espécies de animais marinhos.

Orla de Atalaia
Orla de Atalaia
Foto: Domínio Público / Viagem em Pauta

Rio Vermelho

(Salvador / BA)

Esse bairro boêmio, entre Ondina e Amaralina, é conhecido pelas praias, vida noturna agitada e antigas vielas coloridas.

A região é famosa também pelas tradicionais barracas de acarajé no Largo da Mariquita, pela concorrida Festa de Iemanjá, em 2 de fevereiro, em homenagem à Rainha do Mar, e pela Casa do Rio Vermelho, a última residência do casal de escritores Jorge Amado e Zélia Gattai.

Setor Central

(Goiânia / GO)

O primeiro bairro da capital goiana tem plano piloto do arquiteto Attilio Corrêa Lima, de 1933, e é considerado o coração da cidade, com opções históricas, culturais e de entretenimento.

É ali que ficam pontos turísticos como mercados públicos, o Beco da Codorna, conhecido pelos grafites e eventos culturais, e a Região 44, considerado o segundo maior polo de moda atacadista do país.

Suas construções em Art Déco, sobretudo em prédios públicos, também são destaques no bairro.

Savassi

(Belo Horizonte / MG)

Com ruas arborizadas e vida noturna agitada, no Centro-Sul da capital mineira, o bairro é considerado um importante centro comercial, gastronômico e de entretenimento.

Um dos destaques é o Circuito Cultural Praça da Liberdade, área com 22 espaços culturais, entre eles, museus, biblioteca, centros de cultura e arquivo público.

A região é conhecida também como a "capital dos bares", devido à variedade de botecos nas ruas desse bairro com o m² mais caro da cidade.

Glória
Glória
Foto: Creative Commons / Viagem em Pauta

Glória

(Rio de Janeiro / RJ)

É um dos bairros mais tradicionais e charmosos do Rio de Janeiro, com ruas de paralelepípedos, edifícios históricos e atmosfera boêmia.

Atendido pela Estação Glória do metrô, no Centro, o bairro abriga o Outeiro da Glória, uma das igrejas mais antigas da cidade, grande variedade de bares e restaurantes, e a Feira da Glória, aos domingos, com produtos como alimentos, artesanato, roupas e acessórios.

A região é endereço também do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, do antigo Hotel Glória e da Marina da Glória.

Liberdade

(São Paulo / SP)

Fica na região central da cidade, ao redor da Estação Liberdade do metrô, e é conhecido como o maior reduto da comunidade japonesa fora do Japão, cujas influências podem ser vistas em sua arquitetura e no comércio.

Suas ruas com as tradicionais lanternas vermelhas dão acesso a templos budistas, portais japoneses (torii) e espaços culturais como o Museu Histórico da Imigração Japonesa.

Uma das atrações mais concorridas é a Feira da Liberdade, que acontece nos finais de semana, com comidas da culinária oriental como sushi, tempurá, yakisoba e takoyaki.

Viagem em Pauta
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade