PUBLICIDADE

Você sabe o que é Criofrequência Corporal?

Procedimento auxilia no combate a flacidez, gordura localizada e celulite

8 fev 2024 - 14h43
Compartilhar
Exibir comentários

A criofrequência é um tratamento estético não cirúrgico para quem busca firmeza da pele e eliminar a gordura localizada, ideal para aqueles que desejam melhorar o contorno corporal. Com a combinação de duas tecnologias: a criolipólise, que quebra a gordura e a radiofrequência, que melhora a flacidez e estimula o colágeno, a técnica é muito procurada em clínicas de estética. A biomédica, Aline Médici — co-fundadora e diretora técnica da Ad Clinic, conta que a criofrequência consiste em um aplicador com duas ponteiras que agem simultaneamente na mesma região, emitindo ondas eletromagnéticas de frio e calor, com o objetivo de causar um tipo de choque térmico indolor e sem danos nos tecidos cutâneos. "Uma das ponteiras é ultracongelada, causando um esfriando da pele de 10 graus negativos, para destruir as células de gordura. Isso causa um efeito lifting. Já o calor da outra ponteira, ao causar o choque térmico, retrai o colágeno, promovendo a formação de novas fibras", explica a Médici. [caption id="attachment_4216" align="alignnone" width="300"]

Você sabe o que é Criofrequência Corporal
Você sabe o que é Criofrequência Corporal
Foto: Sou Mais Bem Estar

Crédito: tonodiaz/Freepik[/caption]

Quais são os benefícios?

Além de tratar flacidez e devolver a firmeza da pele, a criofrequência também ameniza os sinais do envelhecimento da pele, melhora o aspecto de estrias e celulite, promovendo lipólise e reforçando a estrutura dérmica; reduz a gordura localizada e remodela o corpo. "Embora seja um tratamento com foco em eliminar a indesejada gordurinha e tratar a celulite, a consulta com um especialista antes de realizar o procedimento é imprescindível, afinal, em alguns casos, podem ser indicados outros tratamentos mais específicos", explica a Dra.

Em quais partes do corpo você pode fazer?

Braço, colo, seio, axilas, abdômen superior e inferior, cintura, flancos, glúteo, subglúteo, culote, posterior coxa, coxa, intercostal e joelhos. "Dependendo da área em que deseja tratar a pele, o procedimento pode durar entre 15 a 40 minutos, e a quantidade de sessões varia a cada paciente e região. O profissional responsável irá avaliar e combinar o melhor para cada caso", esclarece Aline.

Fonte: Aline Médici — co-fundadora e diretora técnica da Ad Clinic
Sou Mais Bem Estar
Compartilhar
Publicidade
Publicidade