PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Você anda meio esquecido? O problema pode estar no seu sono

Noites mal dormidas, mente esquecida: Como a falta de sono prejudica a memória

13 abr 2024 - 06h40
(atualizado às 14h44)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Falta de sono tem um impacto direto na memória e afeta o raciocinio, memória recente, foco, aprendizado e tomada de decisões. Para ter boa memória, é necessário ter uma boa noite de sono e seguir algumas dicas.

Acordar com a sensação de que "a mente está em branco" ou ter dificuldade para lembrar de compromissos e tarefas recentes são queixas frequentes. E se te dissermos que a culpa pode ser daquela noite mal dormida? Pois é, a falta de sono tem um impacto direto na memória, e suas consequências podem ser sentidas no dia a dia.

Você anda meio esquecido? O problema pode estar no seu sono:

Dormir bem: essencial para a consolidação da memória

Durante o sono, nosso cérebro não descansa completamente. Na verdade, ele se encontra em um estado de intensa atividade, processando as informações e experiências do dia. É nesse período que a memória recente é consolidada, ou seja, transferida para áreas do cérebro responsáveis pelo armazenamento a longo prazo.

Noites em claro prejudicam a consolidação da memória

Quando não dormimos o suficiente ou temos um sono de má qualidade, esse processo de consolidação é prejudicado. Isso significa que as informações aprendidas e vivenciadas durante o dia não são armazenadas de forma eficiente, o que leva à dificuldade de lembrar delas posteriormente.

Sono insuficiente e seus efeitos na memória

Memória recente: Dificuldade para lembrar de eventos recentes, compromissos, tarefas, nomes e lugares.

Memória de curto prazo: Dificuldade para manter o foco, acompanhar instruções complexas e realizar tarefas que exigem sequenciamento de ações.

Aprendizado: Maior dificuldade para aprender novas informações e habilidades.

Tomada de decisões: Julgamento prejudicado, lentidão no raciocínio e impulsividade.

Dicas para um sono reparador e uma mente afiada

Estabeleça uma rotina de sono regular: Vá para a cama e acorde no mesmo horário todos os dias, inclusive nos fins de semana.

Crie um ambiente propício para o sono: Mantenha o quarto escuro, silencioso e fresco. Evite o uso de eletrônicos antes de dormir.

Pratique atividades relaxantes antes de dormir: Leia um livro, tome um banho quente ou faça exercícios de respiração.

Evite cafeína e álcool à noite: Essas substâncias podem interferir na qualidade do sono.

Realize exercícios físicos regularmente: A prática regular de exercícios melhora a qualidade do sono.

Consulte um médico se o problema persistir: Se você tem dificuldade para dormir mesmo seguindo essas dicas, procure um médico para investigar possíveis causas médicas para o problema.

Cuidar do sono é cuidar da saúde mental e da qualidade de vida. Priorize uma boa noite de sono e veja sua memória e produtividade aumentarem consideravelmente.

Assista ao vídeo com o comentário de André Forastieri.

(*) André Forastieri é jornalista e empreendedor, fundador de Homework e da agência de conteúdo e conexão Compasso, e mentor de profissionais e executivos. Saiba mais em andreforastieri.com.br.

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Publicidade