0

TDAH e maior risco de Parkinson

8 out 2018
07h11
  • separator
  • comentários

Adultos diagnosticados com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), bem como adultos que receberam prescrição de medicamentos psicoestimulantes para o TDAH, têm maior incidência de doenças de Parkinson e doenças similares ao Parkinson. Isso é de acordo com um novo estudo publicado na revista Neuropsychopharmacology. A doença de Parkinson é um distúrbio do movimento neurológico que é tipicamente diagnosticado em pacientes com 60 anos ou mais. Ocorre quando os neurônios no cérebro morrem e, portanto, não estão produzindo dopamina, que controla o movimento no corpo. Os sintomas comuns de Parkinson incluem tremores incontroláveis ??e alterações na voz e na escrita. O Parkinson não pode ser curado, por isso o tratamento se concentra no gerenciamento dos sintomas.

O TDAH geralmente se apresenta como predominantemente desatento, ou predominantemente hiperativo, o que significa que os pacientes muitas vezes lutam com a concentração ou freqüentemente têm uma superabundância de energia. O estudo descobriu que os indivíduos com TDAH tinham duas vezes mais chances de desenvolver doenças de Parkinson ou similares ao Parkinson. Não só isso, mas os pacientes com TDAH que tinham sido prescritos medicamentos psicoestimulantes tinham um risco aumentado de desenvolver Parkinson seis a oito vezes.

Referência

Curtin, K. et al. Increased risk of diseases of the basal ganglia and cerebellum in patients with a history of attention-deficit/hyperactivity disorder, Neuropsychopharmacology,

12 September 2018

.

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade