PUBLICIDADE

Proteja sua pele: o perigo de adotar skincare sem orientação

Alergias, vermelhidões e até mesmo queimaduras podem surgir devido ao uso inadequado de cosméticos

21 mai 2024 - 14h15
(atualizado às 17h30)
Compartilhar
Exibir comentários

De acordo com a Dra. Fernanda Sanches, especialista em cosmetologia e CEO da Cosmobeauty, os cuidados com a pele são um assunto sério e não devem ser feitos de qualquer forma, seguindo um determinado truque apenas porque ele está bombando nas redes sociais, por exemplo. A seguir, entenda os riscos de realizar skincare sem orientação médica!

Saiba mais sobre a importância de contar com a ajuda médica para montar o seu skincare |
Saiba mais sobre a importância de contar com a ajuda médica para montar o seu skincare |
Foto: freepik/Freepik / Boa Forma

Riscos do skincare sem orientação médica

O uso errado de alguns produtos pode provocar efeito rebote na pele e consequências ainda mais séria s. A especialista explica que antibióticos tópicos, quando utilizados sem a orientação adequada, podem favorecer o desenvolvimento de resistência bacteriana, comprometendo a eficácia dos tratamentos.

Além disso, reações alérgicas, irritação, vermelhidão, coceira, queimaduras e erupções cutâneas também podem acontecer quando você não toma as devidas precauções no seu skincare.

Se você já tem alguma condição pré-existente, como rosácea e acne, os produtos inadequados podem agravar ainda mais a situação, piorando a saúde e a integridade da sua barreira cutânea.

Vale lembrar que, por mais que pareçam inofensivos, os cosméticos vencidos pode trazer sérios perigos à pele. Isso porque seus ingredientes já foram degradados, o que podem gerar irritação, coceiras e queimaduras. "É preciso prestar atenção ao 'emprestar' esse tipo de coisa quando crianças e adolescentes pedem produtos para 'brincar'", alerta ela.

"Produtos fora da validade ainda podem propiciar a proliferação de bactérias, fungos e outros microrganismos que causam infecções cutâneas", completa.

Existem cosméticos com substâncias que podem interferir até mesmo no sistema endócrino, desencadeando desregulação hormonal em algumas pessoas, segundo a CEO da Cosmobeauty.

"É preciso estar atento às indicações de uso e ao prazo de validade, além de checar a credibilidade do laboratório ou rastrear a origem do produto", orienta.

Por fim, a Dra. Fernanda ressalta a importância de sempre procurar um profissional para descobrir os melhores cuidados para a sua pele em específico.

"É fundamental contar com o auxílio de um dermatologista e de um especialista em estética antes de começar a fazer o skincare. São eles que podem recomendar produtos e procedimentos para que haja segurança no uso e resultados mais efetivos", aconselha.

Boa Forma
Compartilhar
Publicidade
Publicidade