PUBLICIDADE

Governo do RS planeja vacinar contra gripe toda a população em abrigos até a próxima segunda

Estratégia de vacinação engloba 76 mil pessoas; influenza é identificada por especialistas como doença propensa a causar surtos nos alojamentos

17 mai 2024 - 18h14
(atualizado em 18/5/2024 às 16h18)
Compartilhar
Exibir comentários

O governo do Rio Grande do Sul, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES), anunciou que planeja vacinar contra a gripe todas as pessoas alojadas em abrigos devido às inundações até a próxima segunda-feira, dia 20. O objetivo é imunizar, de acordo com orientações estabelecidas pelo Ministério da Saúde, cerca de 76 mil indivíduos contra a influenza, uma das doenças com alta incidência e identificadas por especialistas como potencialmente propensa a causar surtos nos alojamentos.

Governo do RS planeja vacinar contra gripe toda a população em abrigos até a próxima segunda
Governo do RS planeja vacinar contra gripe toda a população em abrigos até a próxima segunda
Foto: Jacob Wackerhausen

O esquema vacinal estabelece que todas as pessoas alojadas que ainda não foram vacinadas na campanha contra a influenza de 2024 devem receber uma dose da vacina. Para crianças de 6 meses a menos de 9 anos que estão sendo vacinadas pela primeira vez, recomenda-se a administração de duas doses, com um intervalo de um mês entre elas. A aplicação deve ser feita por via intramuscular.

"Essa é uma ação voltada para os abrigos, mas temos municípios que possuem doses e já estão vacinando tanto nos abrigos quanto socorristas e voluntários", explicou a chefe da Seção de Imunizações do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) do RS, Eliese Denardi Cesar, em comunicado.

De acordo com ela, um levantamento está sendo realizado para averiguar quais municípios necessitam de doses de vacina da gripe. Esses locais irão receber os imunizantes a partir do fluxo logístico da Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi).

Campanha de vacinação

No RS, a campanha nacional de vacinação contra a gripe teve início em março, com foco em crianças de seis meses a 9 anos de idade, além de grupos prioritários como trabalhadores da saúde, gestantes e puérperas. No entanto, no início de maio, a campanha foi ampliada para toda a população com as doses remanescentes, passando a disponibilizar vacinas para todas as pessoas acima dos seis meses de idade.

Até o momento, de acordo com a Secretaria de Saúde, 38% do grupo prioritário (gestantes, idosos, povos indígenas, etc) foi vacinado. Ao todo, um milhão de doses contra a influenza foram aplicadas no Estado gaúcho.

Ainda segundo a SES, uma nota técnica do Ministério da Saúde vai orientar, em breve, outras ações de vacinação contra hepatite A, tétano e raiva humana nas áreas mais atingidas pela chuva nas últimas semanas.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade