0

'Setembro Amarelo': metrô de São Paulo terá 'vagão do acolhimento' para falar sobre depressão

Doença é considerada um dos principais 'gatilhos' para o suicídio; saiba como baixar cartilha virtual

3 set 2020
10h03
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Movimento Falar Inspira Vida leva à Linha 4-Amarela do metrô de São Paulo uma ação para conscientizar sobre a depressão, considerada a principal causa de incapacidade no mundo e um dos principais transtornos mentais relacionados ao suicídio.

Durante todo o mês, no Setembro Amarelo, o chamado "vagão do acolhimento" estará personalizado com expressões carregadas de julgamentos e que são ditas por pessoas que menosprezam o sofrimento ou não têm informação sobre a doença, prejudicando quem precisa de ajuda especializada.

"Nos relatos que recebemos diariamente no CVV, as pessoas alegam que sofrem com o estigma da depressão, que os indivíduos à sua volta minimizam o sofrimento delas e acham que estão fingindo ou usando a doença como desculpa para não trabalhar, por exemplo. É importante mostrarmos que a depressão é uma doença grave e incapacitante, mas que com ajuda profissional, pode ser tratada", explica Carlos Correia, voluntário do Centro de Valorização da Vida (CVV).

Vídeos animados também serão transmitidos nos monitores dos trens e estações fazendo um convite à população: "Palavras importam - Informe-se e faça bom uso delas", com QR code que redirecionará para um guia completo que explica como dialogar de maneira mais empática e acolhedora.

A versão impressa do guia Depressão: quando saber falar e ouvir inspira a vida estará disponível gratuitamente nas 27 estações que compõem as linhas 4-Amarela e 5-Lilás. O material, que também pode ser encontrado para download no site do movimento, traz exemplos práticos sobre como abordar o tema de maneira mais adequada. Além disso, painéis informativos estarão instalados nas estações para reforçar a ação.

"Nossa expectativa é que a sociedade brasileira esteja mais preparada para lidar com a doença, além de mostrar a importância de uma conversa acolhedora e livre de julgamentos. Sabemos que apesar do distanciamento social imposto pela pandemia, grande parte da população precisa continuar se locomovendo pela cidade para exercer suas atividades, então, decidimos levar o Movimento para as estações de metrô porque acreditamos que essas mensagens sobre saúde mental podem ajudar e acolher as pessoas que passarem por lá", esclarece Fabio Lawson, psiquiatra e Diretor Médico da Janssen.

O especialista reforça, no entanto, que não é para as pessoas saírem de casa para irem ao metrô conferir a ação. "Para aquelas que estão em casa, disponibilizaremos nos próximos dias um vídeo no site do Movimento, onde a população também pode encontrar bastante informação sobre a doença".

Juliana Alcides, gestora de sustentabilidade da ViaQuatro e ViaMobilidade, destaca a importância de a ação acontecer nas linhas 4-Amarela e 5-Lilás: "Nesse momento, mais do que nunca precisamos estar atentos à saúde e bem estar de todos os que circulam diariamente pelas nossas linhas. Por isso, são fundamentais iniciativas como o Movimento Falar Inspira Vida, que reforça os cuidados e melhorias na qualidade de vida dos passageiros".

O Movimento Falar Inspira Vida, liderado pela Janssen, farmacêutica da Johnson & Johnson, marca o Setembro Amarelo e pretende requalificar a conversa sobre a depressão por meio do conhecimento, contribuindo para um ambiente mais favorável a quem precisa de apoio especializado. O projeto conta com a participação de renomadas instituições: Associação Brasileira de Familiares, Amigos e Portadores de Transtornos Afetivos (ABRATA), Centro de Valorização da Vida (CVV), Departamento de Psiquiatria da UNIFESP, Associação Crônicos do Dia a Dia (CDD), Instituto Vita Alere, Vitalk e revista Veja Saúde.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a depressão afeta cerca de 300 milhões de pessoas em todo o mundo (4,4% da população mundial). No Brasil, a prevalência é um pouco maior do que a média: 5,5% ou um total de 11,5 milhões de brasileiros - número que, nas Américas, só é superado pelos Estados Unidos. Ainda de acordo com a OMS, são registrados cerca de 11 mil suicídios todos os anos no país e mais de 800 mil no mundo, sendo que 97% dos casos estão relacionados a transtornos mentais e, em primeiro lugar, à depressão.

Serviço:

Movimento Falar Inspira Vida - Setembro Amarelo

Quando:

Até dia 30 de setembro

Onde: Estações Linhas 04-Amarela e 05-Lilás de metrô, em São Paulo

Observação feita pelos organizadores: a ideia desta ação presencial é atingir a população que, apesar da pandemia, continua precisando circular pelo metrô.

Por isso, não estimulamos que as pessoas se desloquem até as estações por causa da campanha. Todos os materiais estarão disponíveis no site, .

Veja também:

Venezuela: os trabalhadores da saúde com salários de US$ 4 por mês e sem equipamentos de proteção
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade