PUBLICIDADE

Pesquisa aponta que mais motoristas dirigem sozinhos para meditar

Estudo feito pela Dacia aponta que dirigir se tornou o principal meio de fuga para driblar o estresse; pesquisa foi feita na Grã Bretanha

18 fev 2024 - 14h44
Compartilhar
Exibir comentários

Tem gente que acredita em terapia para cuidar da saúde mental. Outros preferem conversar com amigos e familiares. Mas também há quem opte pelo simples ato de dirigir a fim de aliviar o estresse emocional. E uma pesquisa feita pela Dacia (braço da Renault) apontou que esse comportamento vem ganhando cada vez mais força, pelo menos na Grã Bretanha.

Foto: Yousse/Divulgação / Estadão

Leia Mais

O levantamento mostrou que, por lá, um em cada cinco motoristas aproveita os momentos ao volante para pensar na vida e (ao menos tentar) colocar os problemas de lado. De acordo com os britânicos que responderam a pesquisa, a "sensação de fuga" é a principal razão para quem quer relaxar enquanto dirige. No total, 64% dos entrevistados deram tal justificativa.

Publicidade

Na sequência, vêm razões como ouvir uma playlist de músicas relaxantes (49%), dar uma pausa nas preocupações (41%) e, por fim, se sentir no controle da própria vida (33%). Aliás, até mesmo atos como sentar em uma poltrona confortável e ficar afastado momentaneamente das pessoas que ama foram apontados pelos britânicos. Veja a lista dos dez principais pontos, abaixo.

  • 1) Sensação de fuga (64%)
  • 2) Ouvir uma playlist de músicas relaxantes (49%)
  • 3) Dar uma pausa nas preocupações (41%)
  • 4) Se sentir em controle da vida (33%)
  • 5) Dar um tempo distante das pessoas que ama (26%)
  • 6) Ter um tempo livre de celular (25%)
  • 7) Experimentar novas vistas, novos horizontes (20%)
  • 8) Permitir que outras ideias criativas venham à mente (14%)
  • 9) Sentar-se em uma poltrona confortável (13%)
  • 10) Sentir o cheiro do carro (10%)

Dados

A pesquisa, que reuniu 2.013 entrevistados, revelou que a maioria dos motoristas passa mais de 43 horas por ano meditando no carro. Para eles, as principais causas dessa fuga vêm de preocupações com finanças, saúde e responsabilidades familiares. 

Em síntese, numa época em que tanto se fala em autoconhecimento, autocontrole e tantos outros termos, o ato de dirigir acabou se tornando um dos principais momentos para a organização de ideias - tudo, sem deixar de prestar atenção no trânsito, é claro! Embora pareça óbvio, foi preciso uma pesquisa para revelar que dirigir sozinho é mais popular do que outros hábitos relaxantes, como corrida ao ar livre (16%), sessões de meditação convencionais (10%), esportes em time (8%) e exclusão de redes sociais (4%).

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se

Dirigir sozinho é mais popular do que outros hábitos relaxantes (JF Diorio/Estadão)
Dirigir sozinho é mais popular do que outros hábitos relaxantes (JF Diorio/Estadão)
Foto: Estadão
Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade