0

Qual é a sua cara? Vote em 9 tendências das passarelas do SPFW

21 out 2019
12h03
atualizado às 12h09
  • separator
  • 0
  • comentários

A 48ª edição do São Paulo Fashion Week deixou algumas propostas de tendências para o verão e para o inverno 2020 que podem ser usadas já, uma mês depois de ter começado a primavera 2019. São cores, estampas, peças, silhuetas, entre outras que se adaptam ao estilo de cada pessoa.

Desfile de João Pimenta (Foto: Francisco Cepeda/AgNews)
Desfile de João Pimenta (Foto: Francisco Cepeda/AgNews)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

Não há mais aquela ditadura, que obriga todos a usarem o que as grifes impõem. Mas além das roupas, uma das lições principais que esta edição do SPFW deixou foi a diversidade e a tolerância. Houve modelos e grifes feitas por negros, com apenas negros na passarela, houve resistência contra a censura e houve uma clara tendência de provar que opções sexuais podem e devem ser respeitadas.

Desfile de Isaaca Silvca (Foto: Agência Fotosite/Divulgação)
Desfile de Isaaca Silvca (Foto: Agência Fotosite/Divulgação)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

Um prova disso foi o modelo trans Sam Porto, que passou por mastectomia para se assumir como homem, ter sido o recordista de desfile desta edição, com nove desfiles: Ellus, Cavalera, João Pimenta, Handred, Lucas Leão, Another Place, Apartamento 03, Modem, Korshi. Teve também desfile que levou para a passarela índia, deficientes, gordas, grávidas, lésbicas e outros modelos trans, como o do Instituto Free Free, que trabalha para valorizar todos os tipos de mulheres, Houve ainda desfiles com várias veteranas, provando que idade não é documento, e muita liberdade de corpo, com transparência, seios e bumbum à mostra.

Desfiles do instituto Free Free e, no centro, Sam Porto )Fotos: AgNews/Agência Fotosite)
Desfiles do instituto Free Free e, no centro, Sam Porto )Fotos: AgNews/Agência Fotosite)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

"Pensei sim em desistir, não foi fácil, tive algumas crises de ansiedade e cogitava praticamente todos os dias voltar pra Brasília. Eis que então eu fui surpreendido com tudo o que vem acontecendo.
Segurei até o último momento e agora eu me sinto grato e com ainda mais forças para continuar me entregando e representando no mundo da moda", desabafou Sam em sua conta no Instagram, em foto do desfile Cavalera, no qual entrou sem camisa, deixando à mostra as cicatrizes da mastectomia e com a inscrição no corpo "Respeito Trans"..

Tudo isso prova que moda vai muito além da passarela, mesmo que a edição tenha sido bem enxuta, com apenas 26 desfiles. Mas a gente também quer saber o que você usaria ou não dentro de algumas tendências apresentadas. Veja o teste abaixo e vote na que tem a sua cara.

Elas no Tapete Vermelho
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade