3 eventos ao vivo

Isabel Hickmann fala sobre filho com fissura labial: "Sorte"

12 mar 2021
08h21
atualizado às 08h39
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A top Isabel Hickmann deu um depoimento em que conta sua experiência como mãe de Francisco, 2 anos, que nasceu com fissura labiopalatalina. Quando descobriu, lembra que levou um susto, mas depois teve um entendimento interno forte. "Meu filho tinha saúde e percebi que a gente consegue superar tudo", afirmou em vídeo exclusivo ao "Elas no Tapete Vermelho", que em parceria com o Portal Terra, dedicou esta semana a mulheres inspiradoras.

Isabel Hickmann
Isabel Hickmann
Foto: Reprodução/Instagram / Elas no Tapete Vermelho

"Posso falar também que sou uma mulher de muita sorte, porque tive tempo para me dedicar ao meu filho, mesmo assim, não deixei de trabalhar. Meu trabalho, que é pontual, me permitiu isso. Voltei a trabalhar aos quatro meses", afirmou.

Veja o vídeo aqui

Imperfeições

Sobre o fato de trabalhar com moda e ter um filho que foge dos padrões estabelecidos, ela é enfática. "Acredito que a moda não visa a perfeição. O diferente agora é muito bem-vindo. Vejo que meu filho trouxe um tchan para minha vida como modelo", afirmou.

Ela conta que gosta das coisas diferentes. "Vejo o belo nas imperfeições. Tenho cicatrizes no meu corpo, que são marcas da vida. Com meu filho, não vai ser diferente. Uma marca muito intensa da vida dele", acrescenta. O garoto já fez duas cirurgias e terá que fazer outras duas. "Muitas pessoas que nascem com o problema chegam a fazer até 15. Somos privilegiados em relação a isso."

Isabel Hickmann
Isabel Hickmann
Foto: Reprodução/Instagram / Elas no Tapete Vermelho

E dá um recado para quem rejeita as pessoas com alguma diferença. "Coloque-se no lugar dessa pessoa. Como se sentiria se agissem assim em relação a você?". E finaliza com uma mensagem para quem tem o problema ou para mães com filhos nessa condição: "A força da mãe de um fissurado é imensa. Eles não caem no colo de qualquer pessoa".

Mais informações sobre fissura labiopalatina

De acordo com a instituição Smile Train (www.smiletrainbrasil.com). a fissura é um defeito congênito comum. Em todo o mundo, 1 em 700 crianças nascem com fissura de lábio e/ou palato. O problema ocorre quando certos elementos e estruturas do corpo não se fundem durante o desenvolvimento fetal.

A Smile Train é uma instituição filantrópica internacional que possibilita que a cirurgia reparadora de fissura labiopalatina e o tratamento multidisciplinar sejam oferecidos gratuitamente para crianças em mais de 90 países. Mais informações podem ser obtidas no site, que também oferece o contato de 41 centros de referências em todo o Brasil. Nas redes sociais do instituto também é possível conhecer mais sobre o assunto.

Veja também:

BBB: "Doeu em mim, como na Camilla e no João", diz top negra
Elas no Tapete Vermelho
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade