1 evento ao vivo

Após edição cancelada, SPFW será 100% digital em novembro

2 set 2020
18h34
atualizado às 18h43
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A celebração dos 25 anos do São Paulo Fashion Week ficará para 2021. Por conta da pandemia, o evento comandado por Paulo Borges teve a edição do primeiro semestre cancelada e chegou-se a pensar em edição para o segundo semestre, mesclando presencial e digital, mas na tarde desta quarta-feira (2), foi divulgada nota confirmando formato totalmente virtual, entre os dias 4 e 8 de novembro.

Ultima edição do SPFW, em 2019, no Ibirapuera (Foto: Rosângela Espinossi)
Ultima edição do SPFW, em 2019, no Ibirapuera (Foto: Rosângela Espinossi)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

"Planejado como um grande festival em 2020 para marcar as comemorações dos 25 anos de sua história, logo no início do ano, na iminência da pandemia, antes mesmo da adoção das medidas de isolamento social na cidade e no país, tomamos a difícil decisão de cancelar a temporada de abril", diz o começo do comunicado.

"De lá para cá, passamos a revisar todo o planejamento, ouvindo todo o mercado e entendendo de que forma poderíamos acolher as marcas e projetar os próximos passos em resposta às novas dinâmicas impostas por esse novo contexto. Acreditávamos que até o final do ano teríamos um cenário mais favorável para a realização de uma nova temporada de lançamentos", continua a nota.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Elas No Tapete Vermelho (@elasnotapetevermelho) em

Os organizadores chegaram a desenhar um formato hibrido, com uma estrutura física reduzida e restrição de público. " Mas apesar disso, concluímos que seria inevitável a concentração de inúmeros profissionais que atuam nos bastidores dos desfiles e que, apesar de todos os cuidados, ficariam expostos a riscos. Diante da perspectiva ainda incerta de solução para o quadro de emergência sanitária, a nossa prioridade mais do que nunca é a segurança das pessoas", justificou a organização no comunicado.

Dessa forma, o chamado Festival SPFW + será ano que vem. Para o evento digital, a organização promete uma agenda de conteúdos históricos e inéditos, amplificados pelas redes e compartilhados em múltiplas projeções na cidade. "Temos a certeza de que o maior estímulo nesse momento é cuidar, acreditar e criar. Um estimulo que não passe pelo medo, pela urgência de sobreviver. Um impulso inspirador, um brilho do que está por vir, renovando a crença em nossos valores, nas pessoas e nas nossas expressões criativas."

Efeito pandemia

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Preta Gil 🎤 (@pretagil) em

Lembrando que desfiles digitais já são realidade, como se viu na última semana de alta-costura de Paris e em outros eventos isolados. No brasil, algumas grifes já apresentaram também suas coleções de forma digital, como a Água de Coco, que teve Claudia Leitte, Preta Gil, Renata Kuerten na primeira fila virtual.

Capa prateada da Balletto (Foto: Divulgação)
Capa prateada da Balletto (Foto: Divulgação)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

E nesta quarta-feira, a marca Balletto, de Luciana Mantegazza, apresentou pela plataforma Zoom para alguns convidados, como Costanza Pacolato, Gloria Kalil e demais jornalistas de moda, uma coleção-cápsula em parceria com a consultora de estilo Ucha Meirelles.

São 10 peças que priorizam a tecnologia, conforto, mobilidade e multifuncionalidade. Algumas delas, com o tecido Sensil Heat, criado a partir de grãos de café, com tecnologia que gradua a temperatura corporal e neutraliza odores.

Veja também:

Isabella Fiorentino dá lição fashion com vestido e jeans
Elas no Tapete Vermelho
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade