0

Ler para o seu filho pequeno pode melhorar comportamento

Estudo descobriu a relação entre pais que adotaram brincadeiras e leitura em voz alta para filhos de até cinco anos e bom comportamento dessas crianças

16 abr 2018
16h41
  • separator
  • comentários

A leitura pode estar presente na vida da criança mesmo antes da alfabetização. Um estudo norte-americano concluiu que os benefícios não são apenas cognitivos, mas também comportamentais. A pesquisa descobriu a relação entre um método que inclui leitura para os filhos e um bom comportamento. Os pesquisadores também perceberam a relação desse método com a redução da hiperatividade nas crianças. 

O estudo foi realizado com 675 famílias com crianças de até cinco anos. Destas, 225 adotaram o Video Interaction Project (VIP), que é um método que tem como objetivo promover uma melhor interação entre pais e filhos. Ler para a criança e brincar com ela são as atividades principais sugeridas pelo programa. O VIP tem abordagens específicas para duas etapas: do nascimento até os três anos e dos quatro aos cinco.

Depois do período adotando o método, os pesquisadores aplicaram testes de comportamento nas crianças. A conclusão é que houve uma melhora significativa em problemas de comportamento especialmente naquelas que fizeram o programa até os três anos. Nas crianças que passaram pelas duas etapas, a pesquisa também percebeu um menor índice de hiperatividade.

"Quando os pais lêem mais para as crianças e brincam mais com elas, eles têm a oportunidade de pensar sobre os personagens e seus sentimentos sobre eles. Eles aprendem a usar palavras para descrever os sentimentos complexos. Isso permite que eles controlem o próprio comportamento quando têm sentimentos desafiadores como raiva e tristeza", afirma ao New York Times Alan L. Mendelsohn. O pesquisador trabalha na Universidade de Nova Iorque e conduziu o estudo junto com outros cientistas da Universidade do Noroeste, em Chicago, e da Universidade Estadual de Nova Iorque.

Desenvolvimento infantil

Em artigo ao Minha Vida, o pediatra Jorge Ismael Huberman deu 15 dicas para garantir o pleno desenvolvimento do seu filho pequeno:

  • Converse com o bebê durante as trocas de fraldas, no banho, na hora de comer, durante as brincadeiras, passeios, e mesmo no carro, usando sempre a linguagem dos adultos
  • Dê bastante aconchego ao bebê: carregue-o sempre, abrace-o, e tenha bastante contato físico (pele com pele), para estimular um senso de segurança e bem estar no bebê
  • Preste atenção ao humor dele. Aprenda a "decifrar" suas manifestações: atenda-o quando estiver irritado e compartilhe com ele os momentos em que ele estiver contente
  • Estimule o bebê a brincar com blocos, que ajudam a desenvolver a coordenação entre as mãos e os olhos, a atividade motora e o senso de competência
  • Se você fala outro idioma, use-o em casa
  • Leia para ele todos os dias
  • Adapte sua casa para se torne um ambiente seguro quando o bebê começar a engatinhar ou a andar
  • Evite ao máximo submeter o bebê a situações estressantes ou traumáticas (físicas ou psicológicas)
  • Brinque de esconde-esconde para desenvolver a memória do bebê
  • Faça com que o bebê veja outras crianças com os respectivos pais
  • Passe um tempo sentado no chão brincando com o bebê todos os dias
  • Dê a ele brinquedos educativos e apropriados à idade dele, mas que sejam também seguros
  • Ensine o bebê a fazer "tchau" com as mãozinhas e a balançar a cabeça para dizer "sim" e "não"
  • Respeite o bebê quando ele não se sentir à vontade na presença de pessoas estranhas
  • Certifique-se de que as outras pessoas que cuidam dele entendam a importância de desenvolver um relacionamento baseado em amor e bem estar para o bebê, e também de que lhe dêem atenção e cuidados constantes.
Minha Vida

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade