0

Febre amarela: SP interdita quatro parques na zona sul

Ação foi tomada após morte de sagui na região de Santo Amaro

9 fev 2018
21h13
atualizado às 22h04
  • separator
  • comentários

A prefeitura de São Paulo anunciou que vai fechar mais quatro parques da região sul da cidade. A ordem veio após a notícia de que um sagui faleceu por febre amarela em uma residência próximo a Santo Amaro.

O intuito da ação é uma forma de evitar que os moradores da região corram o risco de entrar em contato com o vírus causador da febre amarela. Ainda não é possível confirmar o local de provável infecção do primata, uma vez que estes animais se deslocam por grandes distâncias.

Os parques interditados são:

  • Parque Severo Gomes (Rua Pires de Oliveira, 356, na Granja Julieta)
  • Parque do Cordeiro (Rua Breves, 968, na Chácara Monte Alegre)
  • Parque Chuvisco (Rua Ipiranga, 792, no Jardim Aeroporto)
  • Parque Linear Invernada (que tem como acessos a Rua Sapoti, Rua Confiteor e Travessa Canção Excêntrica, no Campo Belo)

Como medida de proteção, a prefeitura também irá disponibilizar a vacina contra a febre amarela em três distritos da zona sul: Santo Amaro, Campo Grande e Campo Belo.

Vacinação contra febre amarela na zona sul de SP

Neste sábado (10) e na próxima segunda-feira (12) moradores da zona sul de São Paulo poderão se vacinar contra a febre amarela.

A ação, que será realizada em dois postos satélites na região (estacionamentos do Petz e do Supermercado Pão de Açúcar, localizados na avenida Washington Luiz, 2.737 e 3.919, respectivamente).

Os postos satélites não estarão cobrando senha, devido ao tempo, porém deverá ser apresentado um comprovante de endereço para controle de cobertura da região.

O atendimento ocorrerá das 9h às 17h, nestes dois pontos e, na quarta-feira (14), após o meio-dia, as UBS Jardim Aeroporto, Campo Grande, Vila Arriete, Santo Amaro e Chácara Santo Antonio também estarão realizando atendimento normal, incluindo vacinação à população.

Minha Vida

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade