1 evento ao vivo

Entenda a função e como é feito o ultrassom transvaginal

  • separator
  • comentários

O ultrassom transvaginal é um exame conhecido das rotinas ginecológicas e obstétricas. Por meio dele, o médico pode ter uma visualização de todo o aparelho reprodutor feminino, útero, ovários e trompas. O exame pode ser utilizado para diagnosticar miomas, câncer e gravidez. Além disso, é um forte aliado das técnicas de reprodução assistida.

O ultrassom transvaginal é um exame conhecido das rotinas ginecológicas e obstétricas. Por meio dele, o médico pode ter uma visualização de todo o aparelho reprodutor feminino, útero, ovários e trompa
O ultrassom transvaginal é um exame conhecido das rotinas ginecológicas e obstétricas. Por meio dele, o médico pode ter uma visualização de todo o aparelho reprodutor feminino, útero, ovários e trompa
Foto: iStock

De acordo com Luciene Kanashiro Tsukuda, utrassonografista da clínica Huntington Medicina Reprodutiva, de São Paulo, o exame faz parte de todos os procedimentos que envolvem as técnicas de reprodução. "O médico pede o exame durante a investigação do casal, no decorrer do tratamento e, por fim, faz-se um ultrassom transvaginal para confirmar a gravidez", explica.

O exame é essencial durante o período da estimulação ovariana. Por isso, é feito com intervalos de dois dias. É por meio dele que o especialista vai analisar a evolução do tratamento, como anda o crescimento dos folículos (uma espécie de cápsula que abriga o óvulo até o momento em que ele amadurece e é expelido para a fecundação) e qual é o momento certo para marcar o procedimento de fertilização. Mesmo que não haja indução ovulatória por meio de hormônios, a mulher faz o ultrassom para que o médico avalie qual é o ritmo em que seu corpo ovula.

O exame O exame é simples. O ultrassonografista vai inserir uma sonda, envolta por um preservativo e gel lubrificante, na vagina da paciente. É por meio desse objeto que o especialista capta as imagens do aparelho reprodutor feminino.

Segundo Luciene, no caso das pacientes de reprodução assistida, algumas sessões do exame serão feitas durante o período menstrual. Isso acontece porque o tratamento de reprodução começa nos primeiros dias do ciclo.

Na rotina ginecológica, em ocasiões específicas, o médico também pode pedir que o ultrassom seja feito enquanto a mulher está menstruada. No entanto, na maioria das vezes, é indicado o contrário. A paciente faz a captação das imagens logo depois que o ciclo termina.

Veja também

Fonte: Cross Content

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade