1 evento ao vivo

Saiba qual protetor solar escolher para cada região do corpo

29 mai 2014
13h00
  • separator
  • comentários

Item indispensável no nécessaire feminino, até mesmo nas estações mais frias do ano que apresentam praticamente a mesma incidência de raios UVA e UVB dos dias ensolarados, o filtro solar precisa ser escolhido com atenção para oferecer a proteção adequada à pele. Isso porque cada região do corpo apresenta características próprias e precisa receber produtos específicos, que atendam as suas necessidades sem danificá-la. 

Como cada região do corpo apresenta características próprias, o filtro solar deve ser específico para oferecer uma proteção adequada à pele
Como cada região do corpo apresenta características próprias, o filtro solar deve ser específico para oferecer uma proteção adequada à pele
Foto: Shutterstock

Nas gôndolas das farmácias e perfumarias, é possível encontrar filtros solares indicados especialmente para o rosto, corpo, mãos e até lábios. Por isso, confira, a seguir, quais são os tipos mais indicados para cada caso e capriche na escolha.  

Rosto
Por ter uma pele mais sensível e suscetível à oleosidade, o rosto pede protetores oil free (sem substâncias oleosas), nas versões em gel, sérum, gel creme ou creme, que não sejam comedogênicos (não causam cravos ou espinhas), tenham FPS mínimo de 30 e garantam proteção contra os raios UVA e UVB. “Geralmente, recomenda-se o filtro com textura mais fluida e seca, que não deixará a pele oleosa e facilitará o surgimento da chamada ‘acne cosmética’. No entanto, quem tem a cútis mais ressecada pode optar pelos filtros mais cremosos”, indica Juliana Carnevale, dermatologista, membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). 
Independentemente do veículo escolhido, a quantidade necessária a ser colocada na face é equivalente a uma colher (de chá), a cada duas horas.

Lábios
Ainda mais sensíveis que a cútis do rosto, os lábios também precisam de uma atenção especial no quesito proteção. Para mantê-los longe de rachaduras, ressecamentos e do envelhecimento precoce, vale a pena investir em protetores solares no formato lipstick, que são similares a um batom. Com fatores de proteção que variam entre 15, 30 e 50, eles precisam ser reaplicados a cada duas horas ou a cada ingestão de comida ou bebida. 

Corpo
Devido à pele mais resistente, os tipos de filtros solares corporais mais indicados são as loções cremosas fáceis de passar e as versões em sprays, famosas pela boa aderência. Eles devem ser passados a cada duas horas, nas seguintes proporções: uma colher (de sopa) na parte dianteira e outra na parte traseira do tronco, além de uma colher (de sopa) para cada braço e perna.  
Para descobrir qual é o FPS ideal, a dica é observar a relação da pele com o sol. Se houver vermelhidão mesmo com pouca exposição solar, o fator de proteção deve ser alto, de 50 ou 60, mas se as queimaduras aparecerem de vez em quando, o fator de proteção pode ser médio, como o 30. No entanto, caso a vermelhidão seja algo raro, o FPS 15 é o mais adequado. 

Mãos e pescoço
Com a fama de ser a primeira a revelar a idade, a pele das mãos e do pescoço é tão sensível quanto a do rosto e também fica o tempo todo exposta ao sol, podendo sofrer com o fotoenvelhecimento, adquirindo manchas e flacidez. Por isso, o uso do filtro solar não deve ser esquecido. Os mais indicados são aqueles usados na face, os destinados especialmente à região e, até mesmo, alguns cremes hidratantes que também exercem essa função. Nestas áreas, o fator mínimo de proteção indicado por especialistas é o 15.  

 

Fonte: Agência Hélice

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade