PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Erros comuns no treino de peitoral: saiba os 3 principais

É o conjunto de regras para impedir o atraso dos ganhos de um praticante

18 out 2023 - 10h01
(atualizado às 17h16)
Compartilhar
Exibir comentários

O treino de peitoral, geralmente, é trabalhado em uma academia para quem visa resultados estéticos. É o músculo conhecido pela sua divisão em peitoral maior e menor. Detalhe que há ainda outras três "subdivisões": superior, médio e inferior. No entanto, não é difícil encontrar pessoas realizando exercícios de maneira inadequada. E isso, além de comprometer os resultados, ainda pode gerar lesões. Por isso, com a ajuda do professor de educação física da Companhia Athletica Cleves Araújo separamos três erros comuns no treino de peitoral. Confira:

3 erros comuns no treino de peitoral

1. Amplitude

"Mesmo com a carga adequada, o movimento tem que ser ajustado. Nem muito e nem pouco movimento. Ambos podem reduzir os efeitos do exercício justamente por não proporcionar a ativação suficiente no referido músculo. Afinal, a musculatura precisa alongar e contrair para trabalhar em sua totalidade. Dessa maneira, com pouco movimento, você estará trabalhando parcialmente o peitoral. Com muito, a chance de perder força e controle do movimento são bem grandes, ou seja, movimente enquanto puder manter o controle, sentindo a musculatura alongar e contrair corretamente", afirma Cleves em entrevista exclusiva para o Sport Life.

Treino de peito básico: exercícios que não podem faltar:

2. Direcionamento da força

Araújo argumenta que diariamente alguns dos seus alunos dizem que não sentem o peito em um exercício. E que, quando o pedem análise, percebe que os seus praticantes realizam mais movimentos nos cotovelos do que nos ombros.

"Lembre-se de que o peitoral é o músculo responsável pela adução horizontal. Sabe quando você bate palmas a frente do corpo? Esse ato de fechar os braços é feito pelo peitoral! Em outras palavras, se preocupe mais em 'fechar os braços' do que esticar os cotovelos. Como corrigir isso? Encoste as palmas das mãos e estique os braços à frente do corpo na linha do peito, faça força para apertar as mãos e você terá uma contração excelente do seu peito", orienta o profissional.

3. Posição dos cotovelos

"Vemos com uma certa frequência algumas pessoas relatarem dor nos ombros ao executar os exercícios, principalmente no supino. Isso normalmente se dá quando em uma vista de frente, o indivíduo está com os cotovelos tão abertos, que ficam na linha dos ombros e aumentando a compressão na articulação do ombro. O ideal é deixar levemente abaixo da linha dos ombros", finaliza Cleves Araújo.

Sport Life
Compartilhar
Publicidade
Publicidade