PUBLICIDADE

Confira cinco dicas imperdíveis da Mostra de São Paulo

Entre as 264 opções do evento estão os novos filmes de Wes Anderson, do diretor de "A Separação" e o brasileiro que vai tentar vaga no Oscar

20 out 2021 16h19
| atualizado às 16h20
ver comentários
Publicidade

A Mostra Internacional de Cinema começa nesta quarta nos cinemas de São Paulo, e nesta quinta na Mostra Play, online. O cinéfilo pode comprar pacotes de ingressos separados pra cada um, ou adquirir seus ingressos individualmente pra cada filme. Mais informações no site da Mostra.

Abaixo, uma lista com cinco dos destaques mais aguardados desta edição:

Cena do filme "A Crônica Francesa", de Wes Anderson
Cena do filme "A Crônica Francesa", de Wes Anderson
Foto: Divulgação

A CRÔNICA FRANCESA

Críticos mais cruéis costumam dizer que Wes Anderson faz sempre o mesmo filme. O cineasta americano de “Os Excêntricos Tenenbaums” e “O Grande Hotel Budapeste” pode repetir o estilo, mas sempre nos faz rir ou chorar. Em seu novo filme, a partir da morte do editor de uma revista americana na França, ele faz uma grande carta de amor à imprensa livre. Uma bela defesa dos jornalistas em tempos sombrios de fake news como os nossos. E aquele elenco gigante de sempre: Bill Murray, Tilda Swinton, Benicio del Toro, Adrien Brody e por aí vai.

PEGANDO A ESTRADA

Desde os anos 80, a Mostra ficou conhecida por projetar o cinema do Irã no Brasil. Um dos cineastas mais queridos do evento é Jafar Panahi, diretor de “O Balão Branco” e “O Círculo”, Leão de Ouro em Veneza, hoje perseguido pelo regime islâmico do Irã. Agora é seu filho Panah Panahi que estreia na direção com um filme irresistível: uma família pegando a estrada para o suposto noivado do irmão mais velho e taciturno, os pais e um menino que deve ser o mais carismático da Mostra este ano. Uma invenção a cada cena.

Cena do iraniano "Um Herói", de Asghar Farhadi
Cena do iraniano "Um Herói", de Asghar Farhadi
Foto: Divulgação

UM HERÓI

Falando em cinema iraniano, um queridinho da Mostra é Asghar Farhadi, que estourou pro mundo há dez anos – sim, o tempo voa – com “A Separação”, vencedor do Oscar de filme estrangeiro. Em 2017, “O Apartamento” também chegou lá e venceu a mesma estatueta. Grande Prêmio do Júri em Cannes, “Um Herói” é um conto moral sobre um detento que decide fazer uma boa ação quando sua namorada encontra uma bolsa com dinheiro. Em vez de pagar a dívida que o levou à cadeia, ele decide devolver o dinheiro e acaba virando um pequeno herói. Mas uma série de maldades e mal-entendidos em torno dele vão afundar essa bondade num pequeno grande mar de lama.

Antonio Saboia em "Deserto Particular", que tenta uma vaga no Oscar
Antonio Saboia em "Deserto Particular", que tenta uma vaga no Oscar
Foto: Divulgação

DESERTO PARTICULAR

O filme escolhido para representar o Brasil no Oscar 2022 vai ter suas primeiras sessões na Mostra. É a história de um policial militar (Antonio Saboia, de Bacurau) que comete um erro em serviço e precisa dar um tempo da corporação. Há semanas ele conversa por whatsapp com uma moça do interior da Bahia, está apaixonado e resolve ir atrás dela para conhecê-la. Um belo romance sobre a tolerância em tempos sinistros no Brasil. A direção é de Aly Muritiba, um dos diretores por trás da série “O Caso Evandro”, na Globoplay.

COW

Todo ano a Mostra traz documentários que atiçam a nossa curiosidade. “Cow” mostra a vida de uma vaca leiteira chamada Luma, tentando entender um pouco dos seus sentimentos. Difícil até imaginar o resultado. A direção é de uma cineasta britânica premiada mundo afora: Andrea Arnold, de filmes como “Docinho da América” e de episódios das séries “Transparent” e “Big Little Lies”.

 

Plano Geral
Publicidade
Publicidade