8 eventos ao vivo

Jaguar Land Rover "ensina" carro autônomo a reduzir enjoo

Modelos serão programados para seguir rotas que reduzem o impacto do enjoo em passageiros, que afeta mais de 70% da população mundial

9 ago 2020
18h10
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Modelo da Land Rover durante uma curva: 70% da população sofre de enjoo a bordo.
Modelo da Land Rover durante uma curva: 70% da população sofre de enjoo a bordo.
Foto: JLR / Divulgação

A Jaguar Land Rover está desenvolvendo um software pioneiro que vai reduzir o enjoo de movimento de ocupantes de veículos, adaptando o estilo de direção dos carros autônomos do futuro, sem deixar de entregar a seus clientes uma viagem confortável.

Durante a fase de testes do projeto, uma “pontuação de bem-estar” personalizada foi desenvolvida para que o impacto do enjoo de movimento tenha redução de até 60%. Engenheiros do time de especialistas em software da Jaguar Land Rover do laboratório em Shannon, no Reino Unido, conseguiram implementar essa pontuação nos sistemas de direção autônoma.

Enjoo de movimento provocado pela aceleração.
Enjoo de movimento provocado pela aceleração.
Foto: JLR / Divulgação

O sistema inteligente combina 32 mil km percorridos no mundo real e em simuladores, a fim de calcular um conjunto de parâmetros para dinâmicas de dirigibilidade, que serão avaliadas entre si. Um equipamento de aprendizado da máquina faz o carro melhorar seu estilo de “pilotagem” baseado nas informações coletadas em cada km percorrido com a frota autônoma.

Essa tecnologia pode, na sequência, ser utilizada para “ensinar” cada veículo da Jaguar Land Rover a dirigir de forma autônoma, mantendo as características individuais de cada modelo. Com isso, a Jaguar Land Rover espera desenvolver a melhor experiência em cabine em um futuro autônomo, elétrico e conectado.

Enjoo de movimento quando o carro faz curvas.
Enjoo de movimento quando o carro faz curvas.
Foto: JLR / Divulgação

De acordo com estudos realizados na Universidade de Oxford, na Inglaterra, o enjoo de movimento afeta mais de 70% da população mundial e é causado, na maioria dos casos, pela observação, através dos olhos, de informações diferentes das que ouvidos, pele e corpo estão recebendo – por exemplo, quando passageiros leem livros durante longas viagens. Usando esse novo sistema de controle de aceleração, frenagem e posição em faixa – fatores que contribuem para o enjoo de movimento –, será possível reduzir a sensação de náusea dos passageiros.

Como resultado do projeto, engenheiros puderam desenvolver características mais refinadas para os sistemas de assistência ao motorista, como o controle de cruzeiro adaptativo e o sistema de monitoramento de faixa. 

Enjoo de movimento durante as frenagens.
Enjoo de movimento durante as frenagens.
Foto: JLR / Divulgação

“A mobilidade está se transformando rapidamente e precisamos aproveitar o poder dos carros autônomos para alcançar nossa meta de zero acidente e zero congestionamento”, afirma Steve Iley, Chief Medical Officer da Jaguar Land Rover Reino Unido. “Resolver o problema de enjoo de movimento em carros sem motorista será a chave para desbloquear um potencial enorme dessa tecnologia para os passageiros, que poderão viajar lendo, trabalhando ou relaxando.”

 

Veja também:

Mercedes GLB 200, um SUV de 7 lugares com motor 1.3
Guia do Carro
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade