PUBLICIDADE

Tsunami meteorológico arrasta carros em praia de Santa Catarina

Grandes ondas atingiram a orla de Laguna, na região do Farol de Santa Marta, e puxaram diversos veículos que estavam estacionados na beira da praia para dentro do mar

12 nov 2023 - 08h25
Compartilhar
Exibir comentários
(
(
Foto: Reprodução / Perfil Brasil

Um tsunami meteorológico - ou 'meteotsunami' - arrastou diversos carros que estavam estacionados à beira mar e assustou frequentadores da praia do Cardoso em Laguna, Litoral Sul de Santa Catarina.  Segundo a Defesa Civil, que confirmou a ocorrência, o fenômeno é incomum e "de difícil previsão". Segundo a Coordenadoria de Monitoramento e Alertas da Defesa Civil, o tsunami meteorológico normalmente está atrelado a algum sistema meteorológico, como linhas de instabilidade, como foi o caso desta ocorrência.

O pescador Marcio Goulart Nascimento, que presenciou a cena, disse ao g1 que o tempo estava bom, e "a maré subiu de repente e ficou muito alta" por volta das 16h deste sábado (11).

 Veja vídeo abaixo.

O tsunami teria sido provocado pelo avanço de intensas áreas de instabilidade junto a uma frente de rajada com chuva e vento forte pelo sul de Santa Catarina, provocando vento muito forte. As rajadas na hora do temporal chegaram a 73 km/h no Farol de Santa Marta, mas, em mar aberto, na costa devem ter sido mais fortes para gerar as ondas do fenômeno, diz o MetSul.

O que é um meteotsunami?

Os 'meteotsunamis' não são originados em terremotos, mas em fenômenos meteorológicos. São ondas grandes, provocadas por perturbações da pressão atmosférica, frequentemente associadas a eventos meteorológicos rápidos, como tempestades severas, frentes de rajadas e outras frentes de tempestade.

Segundo a Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera dos Estados Unidos, a tempestade gera uma onda que se move em direção à costa e é amplificada por uma plataforma continental rasa e uma entrada, baía ou outra característica costeira. Estes tipos de tsunamis, como o que ocorreu em SC,  podem gerar ondas de até dois metros ou mais.

Perfil Brasil
Compartilhar
Publicidade
Publicidade