PUBLICIDADE

Presidente do JPMorgan diz que bitcoin "não vale a pena"

11 out 2021 15h38
ver comentários
Publicidade

O presidente-executivo do JPMorgan Chase, Jamie Dimon, disse nesta segunda-feira em uma conferência que as criptomoedas serão regulamentadas pelos governos e que ele pessoalmente acredita que o bitcoin "não vale a pena".

"Não importa o que alguém pense sobre isso, o governo vai regulamentar. Eles vão regulamentar para fins de combate à lavagem de dinheiro, para fins de lei de sigilo bancário, para tributar", disse Dimon durante evento online realizado pelo Instituto Internacional de Finanças.

Dimon, presidente do maior banco dos Estados Unidos, tem sido um crítico severo das moedas digitais, chegando a chamar o bitcoin de fraude, apesar de dizer depois que tinha se arrependido da declaração.

Em meados deste ano, o JPMorgan deu aos clientes de gestão de fortunas acesso a fundos de criptomoedas, o que significa que os consultores financeiros do banco podem aceitar pedidos de compra e venda de clientes para cinco produtos de criptomoedas.

Afirmando que suas opiniões são diferentes das do banco e de seu conselho, Dimon disse permanecer cético. "Eu pessoalmente acho que o bitcoin não vale a pena", disse Dimon. "Eu também acho que você não deveria fumar cigarros."

"Nossos clientes são adultos. Eles discordam. Se eles querem ter acesso à compra ou venda de bitcoins - não podemos custodiar - mas podemos dar-lhes acesso legítimo, o mais limpo possível."

O bitcoin não registrou reação imediata aos comentários de Dimon. A criptomoeda tinha alta de 5% no dia, a 57.304 dólares.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade