0

Da prisão para os palcos: criador de ONG é atração do blastU

Emerson Ferreira, da Reflexões da Liberdade, estará no evento de inovação que acontece em São Paulo entre 13 e 14 de agosto

9 ago 2019
09h00
atualizado às 11h38
  • separator
  • 1
  • comentários

Emerson Ferreira foi preso por tráfico de drogas aos 19 anos em Embu das Artes (SP), no ano de 2008. Desde sua saída do cárcere, em 2012, ele passou por um processo de transformação: formou-se em psicologia e criou a Organização Não Governamental (ONG) Reflexões da Liberdade, que conversa com jovens sobre alternativas à criminalidade. Sua história é uma das atrações do blastU, evento de inovação que será realizado nos próximos dias 13 e 14 em São Paulo (SP).

A oportunidade de apresentar a palestra “A prisão física como consequência da prisão psicológica - Como se libertar?” dentro do blastU, às 15h do dia 13, anima Ferreira. “Minha expectativa está bem alta”, diz. “Vou poder contar um pouco da minha vida e da minha trajetória em um lugar diferente nos quais sou convidado para palestrar.” Esse tipo de bate-papo sobre sua vida pessoal, segundo ele, geralmente é feito para escolas públicas ou presídios.

Emerson Ferreira, fundador e idealizador da ONG Reflexões da Liberdade
Emerson Ferreira, fundador e idealizador da ONG Reflexões da Liberdade
Foto: Facebook / Reprodução

O trabalho da ONG Reflexões da Liberdade - que realiza dinâmicas de autoconhecimento com jovens para que estes saibam trabalhar suas emoções e enxerguem alternativas à criminalidade - será um dos assuntos abordados na palestra. O diálogo, no entanto, não ficará apenas nesse tópico. A conversa também mostrará a própria jornada de Ferreira e como ele teve de mudar sua percepção para buscar novos horizontes em sua vida pessoal.

O início de seu processo de mudança ocorreu dentro do cárcere, quando percebeu que, segundo ele, a maioria das pessoas não tinha família, ou nunca tivera contato com trabalho. “Para alguns, não havia nenhuma perspectiva de continuar a vida depois de sair da prisão”, afirma. “Eu comecei a me perguntar o que precisava fazer para não voltar para lá.” Em uma autoanálise, Ferreira diz que o primeiro passo foi entender quais influências culturais e educacionais o fizeram escolher a criminalidade.

Emerson Ferreira em uma das ações da Reflexões da Liberdade em uma escola pública
Emerson Ferreira em uma das ações da Reflexões da Liberdade em uma escola pública
Foto: Facebook / Reprodução

A segunda etapa de sua transformação foi, para ele, se cercar de pessoas com visões mais humanas. Além de ingressar na graduação de psicologia, Ferreira chegou a integrar o Grupo de Diálogo Universidade-Cárcere-Comunidade (Geducc), do curso de direito da Universidade de São Paulo (Usp), onde conseguiu se aprofundar sobre a questão carcerária e da reintegração social. “A partir dessas mudanças comecei a sonhar com algo melhor em minha vida”, afirma.

O fundador da Reflexões da Liberdade reconhece que seu processo de transformação não é algo comum. “Eu percebo que tive privilégio de participar de projetos que me ajudaram muito”, diz. Para mudar o panorama da questão carcerária, Ferreira diz que faltam políticas públicas. “Se existisse vontade política, o Brasil não se destacaria em índices negativos, como as taxas de homicídio ou desigualdade social.

Sobre o blastU

É um festival de empreendedorismo, inovação e tecnologia que nasceu da ideia de inspirar, atualizar e conectar empreendedores que buscam ampliar sua visão e construir negócios melhores, mobilizando o Brasil para o futuro. A primeira edição aconteceu em São Paulo em 2017.

O evento é um espaço para que empreendedores tenham acesso a ferramentas, empresas, mentores e investidores. Isso tudo em um ambiente rico em conteúdo e experiências. Os ingressos para participar do blastU, que será realizado no Pavilhão da Bienal, no Parque Ibirapuera, portão 3, em São Paulo, podem ser adquiridos pelo site https://www.blastu.com.br/ingressos.

Veja também:

 

Fonte: Equipe portal
  • separator
  • 1
  • comentários
publicidade